nsc
santa

Decisão

Cliente que teve dentes quebrados por seguranças é indenizado em Rio do Sul

Estabelecimento terá de pagar R$ 10 mil por danos morais; decisão cabe recurso

18/04/2022 - 11h24 - Atualizada em: 18/04/2022 - 11h34

Compartilhe

Por Giulia Machado
Associação recreativa não negou as agressões
Associação recreativa não negou as agressões
(Foto: )

Um cliente de uma associação recreativa será indenizado em R$ 10 mil por danos morais em Rio do Sul. Ele entrou com uma ação na Justiça após ter dois dentes quebrados e ter sofrido lesão no maxilar, além de hematomas em várias partes do corpo causados por seguranças do estabelecimento.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado, o homem participava de um evento no local em outubro de 2019, quando aconteceram as agressões. Segundo ele, alguns colegas se desentenderam com os seguranças. Ele teria questionado o motivo das ameaças e da violência e acabou sendo agredido também.

Os responsáveis pela segurança teriam jogado o homem no chão e atingido as costas dele com algum objeto pesado. O ataque causou hematomas nas costas, pernas e no pulmão, além dos dentes quebrados.

Na defesa, a associação não negou as agressões, mas afirmou que o cliente parecia ameaçar os seguranças com uma garrafa de vidro quebrada, o que os obrigou a tirá-lo a força do local.

O juiz responsável pelo caso afirmou na sentença que o cliente sofreu — além das agressões — ofensa à integridade corporal, já que ele estava em um estabelecimento com várias pessoas, o que causou exposição e situação vexatória na frente dos outros clientes.

A associação recreativa foi condenada ao pagamento de R$ 10 mil por danos morais. A decisão é passível de recurso.

* Sob supervisão de Augusto Ittner

Leia também

SC projeta rodovia paralela à BR-470 entre Itajaí e Rio do Sul

Laudo revela brutalidade com que menina de 11 anos foi assassinada em Timbó

Blumenau vai ampliar pontes em duas ruas de tráfego intenso

Amigos e familiares se despedem de empresário de Blumenau morto em acidente: "Dor imensa"

Colunistas