nsc
    nsc

    Dia da árvore

    Colaboradores do Colégio Santa Rosa semearam 119 árvores em Lages

    Cada árvore representa um ano de fundação da Instituição na cidade 

    21/09/2020 - 16h48 - Atualizada em: 21/09/2020 - 16h50

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Colégio Santa Rosa
    (Foto: )

    Na última sexta-feira (18), cerca de 15 colaboradores, entre professores e funcionários administrativos do Colégio Santa Rosa de Lima, semearam 119 árvores em Lages, sendo uma árvore para cada ano de fundação da Instituição na cidade, fortalecendo as raízes do Colégio Santa Rosa na história do município.

    Essa ação ambiental vem em alusão ao Dia da Árvore, comemorado no dia 21 de setembro. A árvore é um grande símbolo da natureza e uma das mais importantes riquezas naturais do planeta. Os Professores que estiveram presentes ao ato representaram simbolicamente o papel do educador na formação dos alunos da Instituição: semear um futuro repleto de conhecimento e prosperidade.

    Colégio Santa Rosa
    (Foto: )

    Das 119 árvores, 30 mudas eram de Ipê Amarelo, as quais foram plantadas em praças escolhidas por sugestão do Órgão Municipal do Meio Ambiente. Durante a ação, o Secretário do Meio ambiente Fernando Amaral, ressaltou o impacto positivo dessa ação em Lages, parabenizando a Instituição na educação ambiental para o futuro das novas gerações.

    As outras 89 mudas foram semeadas no Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto – Parque Ecológico, em Lages, uma das principais reservas ambientais da cidade. O parque é classificado como Unidade de Conservação de Proteção Integral. A Bióloga responsável, Michelle Pelozato, também esteve presente nesta ação.

    Colégio Santa Rosa
    (Foto: )

    A iniciativa ainda contou com o apoio de alguns estudantes do CAV, representando o projeto do Viveiro Florestal, com a doação de 50 mudas de árvores. O projeto tem o intuito de produzir mudas arbóreas de espécies nativas e exóticas para pesquisas de melhoramento, assim como, auxiliar os alunos de graduação e mestrado da Engenharia Florestal no processo de aprendizagem.

    Além de projetos de pesquisa, dentro do viveiro do CAV, existem outros projetos de extensão, que têm por objetivo, através de ações como doações de mudas e organização de eventos, realizar a ponte entre o meio acadêmico e a sociedade em geral, levando o que há de melhor em silvicultura para o munícipe local.

    Confira como foi a ação:

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas