nsc

publicidade

Trânsito

Colisão frontal mata três jovens na BR-101, em Joinville

Acidente entre os veículos com placas de Curitiba e Garuva ocorreu às 5h de domingo

09/03/2014 - 07h48 - Atualizada em: 09/03/2014 - 18h35

Compartilhe

Por Redação NSC
O Palio era dirigido por Tamiris Knaut Porciuncura, de 24 anos
O Palio era dirigido por Tamiris Knaut Porciuncura, de 24 anos
(Foto: )

Um acidente abreviou a vida de três jovens que voltavam para casa na madrugada deste domingo, na BR-101, em Joinville. Outros três estão hospitalizados em estado grave. A batida ocorreu por volta das 5 horas da manhã, perto do trevo que dá acesso ao distrito de Pirabeiraba, na zona Norte de Joinville.

Dois carros bateram de frente, em alta velocidade, sobre a pista. Segundo a Polícia Rodoviária, um dos veículos andou por pelo menos cinco quilômetros na contramão até bater, no quilômetro 27,2.

Num dos carros havia cinco jovens que saíam de Joinville rumo a Curitiba, onde moram. No outro, que estava na contramão, estava só o motorista. Jackson Rodrigo Batista Porto, de 25 anos, que morava em Garuva, e Jean Carlos de Souza, 20, e Tamiris Knaut Porciúncula, 24, ambos de Curitiba, morreram na hora.

Jackson dirigia um Cobalt e, segundo a PRF, não é possível saber como ele andou tamanha distância sem perceber que estava na contramão. O laudo do IML poderá esclarecer se ele havia bebido ou simplesmente se enganou.

Tamiris dirigia o Palio onde estavam outros quatro amigos. Três deles estão internados em estado grave no Hospital Municipal São José, em Joinville. Sandro Luiz Barth, 30 anos, foi levado às pressas para o centro cirúrgico. Claudia Huller, 23 anos, e Fiama de Bittencourt da Silva, 21 anos, permanecem na emergência do hospital.

Os três ocupantes do Palio sofreram várias fraturas e traumas pelo corpo. Os corpos de Tamiris e Jean Carlos foram liberados no fim da tarde deste domingo pelo Instituto Médico Legal de Joinville. Os dois foram para Itajaí, onde serão sepultados na tarde de segunda-feira. O corpo de Jackson Batista está sendo velado em Garuva, onde mora a família.

Veja o perfil dos três jovens que morreram no acidente:

Jackson R. B. Porto, 25 anos

Há três anos, decidiu abrir o próprio negócio, uma vidraçaria, no centro de Garuva, no Norte do Estado. Gostava de pescar e era conhecido pelos amigos como Jajá. Tinha uma filha de sete meses.

Tamiris K. Porcíncula, 24 anos

Fazia o curso de sistemas para internet na Univali. Nasceu em Curitiba, onde moram seus familiares. Seu sonho era dar aulas de dança, se formar e manter carreiras paralelas com suas duas paixões, a dança e a internet.

Jean C. Souza, 20 anos

Era instrutor de dança de salão e coreógrafo. Instrutor de dança de salão na companhia Ritmo Studio de Dança de Salão. Também era monitor do laboratório de botânica na Univali, onde cursou ciências biológicas. Era conhecido pela criatividade e inovação nas coreografias.

Deixe seu comentário:

publicidade