nsc

publicidade

Pontaria

Com 21 gols na Série B, escapar do Z4 passa por melhoria no saldo do Criciúma

Time catarinense só não balançou menos a rede do que Vila Nova, que tem 20 gols

17/10/2019 - 18h25

Compartilhe

Por Lariane Cagnini
(Foto: )

O Criciúma tem ainda nove rodadas para buscar a permanência na Série B do ano que vem. A arrancada para deixar a zona de rebaixamento pode começar nesta sexta-feira, quando o Tigre recebe o CRB. Para buscar os três pontos, o time precisa ser mais efetivo lá na frente, já que em 30 rodadas, tem somente 21 gols. Léo Gamalho, que foi autor de seis deles, não marca há sete rodadas.

— Preocupa a Comissão Técnica toda, além de mim e da torcida. A falta de gols nos prejudica muito, queremos fazer e ele está trabalhando e lutando para isso. Temos que acreditar e trabalhar em cima dessa dificuldade. Com certeza, a hora que tiver uma oportunidade, ele vai fazer o gol — comentou o técnico Roberto Cavalo.

Depois de fazer dupla com Vinicius nas últimas partidas, Cavalo decidiu testar Andrew ao lado do centroavante. Jogador de velocidade, o garoto pode ser uma novidade interessante lá na frente, e também aparecer como garçom para o camisa 99. A seca de gols não passa só por ele, e Cavalo acredita que o setor se criação também pode colaborar mais.

— Também o abastecimento. A gente fala do jogador que cria: o Daniel Costa, que é um meia mais agudo e que tem qualidade, mas precisa de uma opção melhor dos atacantes. Uma saída da marcação, mudança de direção, fazer 1-2, uma tabela ou arrumar para o atacante que chega, no caso o Léo, jogando de centroavante. Por outro lado, os jogadores adversários estão fazendo uma linha muito baixa e, se você não tiver uma jogada individual, não cria a situação — avaliou o treinador.

​Leia mais notícias sobre o Criciúma EC no NSC Total.

Deixe seu comentário:

publicidade