nsc

publicidade

Saúde

Com multa de até R$ 20 mil, Blumenau pretende reduzir casos de maus-tratos a animais 

Três anos após aprovação de projeto, Diretoria de Bem-Estar Animal dá início à fiscalização para coibir casos na cidade

17/09/2019 - 10h00 - Atualizada em: 22/10/2019 - 21h03

Compartilhe

Adriano
Por Adriano Lins
Fiscalização deve contribuir para a redução de maus-tratos a animais
Fiscalização deve contribuir para a redução de maus-tratos a animais
(Foto: )

Há três anos uma lei municipal prevê multas que podem chegar até R$ 20 mil para quem cometer maus-tratos contra animais em Blumenau. A partir deste mês os infratores estarão sujeitos às punições. Isso porque, a diretoria de Bem-Estar Animal na cidade, responsável pelo trabalho, não tinha estrutura para fazer a fiscalização.

Com a mudança na estrutura organizacional do município, cinco fundações e autarquias foram extintas para a criação de secretarias na administração direta. A Faema deu lugar à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), que incorporou a Diretoria do Bem-Estar Animal e agora passa a contar com 10 fiscais.

A estrutura conta ainda com cinco médicos veterinários, que atuam no acompanhamento técnico no processo de fiscalização também E na emissão de laudos para subsidiar eventuais condições de maus-tratos e avaliação de resgate imediato dos animais.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Éder Boron, a partir de 1° de setembro a secretaria começou a receber denúncias por meio da ouvidoria do município e nesta semana a primeira notificação será aplicada.

– Após o recebimento das denúncias, os fiscais vão fazer a vistoria no local. A primeira coisa é aplicar uma advertência e notificar para que ele regularize a situação. Em casos extremos que é caracterizado crime será feito boletim de ocorrência, além da confecção de um laudo técnico que será entregue à Polícia Civil – explica o secretário.

Conheça o Adote um Amor: quadro do NSC Total comprometido com a causa animal em SC

A fiscalização deve contribuir para a redução de casos deste tipo de crime, aponta o delegado Lucas Gomes de Almeida, da 2ª Delegacia de Polícia de Blumenau. Segundo dados da Polícia Civil, somente neste ano foram registrados 45 ocorrências de maus-tratos na cidade.

– Ações conjuntas são positivas para identificar os infratores e, desta forma, inibir esse tipo de violência, que infelizmente é comum – diz Almeida.

­
(Foto: )

Recolhimento dos animais

De acordo com Boron, quando não houver regularização da situação notificada pela secretaria, os animais podem ser retirados do local e levados para o Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread) e posteriormente colocados para adoção.

A advertência será formalizada pela autoridade de bem-estar animal em infrações consideradas levíssimas. Na hipótese de reincidência, o advertido será passível da aplicação da pena de multa para infração leve, que será dobrada em caso de nova reincidência.

O dinheiro arrecadado com as multas será colocado em uma conta para o Depreda. O valor será reinvestido em ações contra os maus-tratos e castrações de animais.

Canal de denúncia

As denúncias de casos de maus-tratos aos animais podem ser registradas por meio do setor de Ouvidoria da Secretaria Municipal de Promoção da Saúde, pelo 156 (opção 1), canal exclusivo que foi disponibilizado para o serviço.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade