nsc

Olha que legal!

Com multicampeão Hugo Hoyama, Joinville sedia Campeonato Brasileiro de tênis de mesa

Evento começa neste sábado, dia 4, e segue até o dia 12 no Centreventos Cau Hansen. Programação tem ainda o Ping Pong Fest com mesas disponíveis para jogos

03/12/2021 - 08h57 - Atualizada em: 03/12/2021 - 09h02

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Hugo Hoyama é presença confirmada no evento em Joinville.
Hugo Hoyama é presença confirmada no evento em Joinville.
(Foto: )

A partir deste sábado (4) Joinville se transforma na capital nacional do tênis de mesa. A cidade sedia a 55ª edição do TMB Platinum – Campeonato Brasileiro, até o dia 12 deste mês, no Centreventos Cau Hansen. Ao longo de toda a competição quase 2 mil atletas vão passar por Joinville, por isso essa edição já é considerada a maior competição da história da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM). Serão várias categorias competindo ao longo dos nove dias de evento, desde as etapas paralímpicas, passando pelas categorias de base, jogadores do absoluto (categoria principal) e chegando aos jogadores veteranos. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Um dos nomes de maior destaque e presença confirmada no evento, é o mesatenista Hugo Hoyama, dono de 15 medalhas em Jogos Pan-Americanos, recordista de participações olímpicas (seis como jogador e duas como técnico) e recordista de ouros no Absoluto A, com sete títulos (1991, 1993, 1994, 1995, 1998 e 2002). Em entrevista à CBN Joinville nesta quinta-feira (2), o diretor da CBTM, Geraldo Campestrini, destacou a presença do tênis de mesa na vida dos brasileiros.

— É uma das modalidades mais praticadas no país, todo mundo tem familiaridade de em algum momento brincar e ter uma experiência relacionada ao esporte — destacou.

Uma estrutura com duas arenas de jogos está sendo prepara na parte interna do Centreventos Cau Hansen. O público que quiser acompanhar as partidas presencialmente tem acesso liberado e gratuito, mas seguindo os protocolos de evento seguro, vai ser preciso comprovar o esquema vacinal completo contra a Covid-19 ou exame negativo RT-PCR para a doença. Para facilitar o acesso nos dias dos jogos, é recomendado fazer a reserva do ingresso gratuito neste site. A expectativa da organização é um alto nível das partidas, já que os resultados e a classificação no Campeonato Brasileiro vão influenciar no bolsa-atleta, programa do Governo Federal que oferece suporte financeiro aos jogadores.

Segundo Geraldo Campestrini, Santa Catarina é um estado que tem muita história no esporte e sempre entra forte nas competições. Porém, a principal federação do país ainda é São Paulo, que chega no Campeonato Brasileiro com as principais equipes e principais atletas. Hugo Hoyama, grande nome da competição, defende um clube paulista no Brasileiro aqui em Joinville. A agenda completa dos jogos e programação do TMB Platinum – Campeonato Brasileiro estão disponíveis no site da CBTM. A estrutura do evento vai terminar de ser preparada nesta sexta-feira (3) e os jogos começam já no sábado pela manhã.

— Vão ser mais de 50 mesas entre as de aquecimento e as de competição, reforço de iluminação, piso especial [...]. A gente veio com três caminhões lotados com mesas, separadores, equipamentos, arquibancada móvel, vários itens para fazer essa entrega — comentou Campestrini.

PING PONG FEST

Além da expectativa pelos jogos, há também muita expectativa pela presença do público na primeira edição do Ping Pong Fest: um festival com gastronomia e mesas de ping-pong à disposição da comunidade para jogos e desafios. De acordo com Geraldo Campestrini, este evento já era um desejo antigo da Confederação e que agora ganha vida aqui em Joinville. O foco é atrair mais adeptos ao esporte e promover uma experiência para a comunidade local.

— Este é um projeto que já estava desenhado há algum tempo, mas faz parte de um pacote maior de fomento e massificação da modalidade — explicou Campestrini.

A estrutura do Ping Pong Fest está sendo preparada no espaço entre o Centreventos Cau Hansen e o Expocentro Edmundo Doubrawa. Este evento, assim como o acesso aos jogos, também é gratuito. Além das mesas disponíveis para quem quiser se arriscar no ping-pong e opções de food trucks, a Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Esportes, vai instalar brinquedos infláveis para as crianças, como pula-pula, tabelas de basquete e uma estrutura semelhante às usadas na Rua do Lazer, aos domingos.

— Quem quiser experimentar, desafiar algum atleta, desafio do saque, ver quem é o rei da mesa... Dá pra fazer várias ações pra ter essa experiência — comentou o diretor da CBTM.

> Morre radialista Ricardo Passos de Joinville, conhecido como 'repórter nota 10'

> JEC define modelo de clube-empresa e pode vender até 90% de suas ações; entenda

Mas afinal, tênis de mesa é a mesma coisa que o ping-pong? Segundo Geraldo Campestrini, as modalidades se confundem e com razão. No início da história, o esporte era chamado de ping-pong. Com o passar dos anos e a sua popularização, os adeptos quiseram organizar a categoria e alinhar suas regras, mas o termo 'ping-pong' já era uma marca registrada e, por isso, nasceu a nomenclatura 'tênis de mesa'. Ainda de acordo com Campestrini, o tênis de mesa se refere mais a questão formal e profissional do esporte, enquanto o ping-pong é a prática descontraída, como forma de lazer.

 — O grande fator do tênis de mesa é o efeito que é empregado na bola pelos atletas, coisa que não acontece no ping-pong. Mal comparando: o ping-pong é o equivalente a pelada para o futebol — comentou. 

Abaixo, ouça a entrevista completa de Geraldo Campestrini, diretor da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, ao CBN Mais. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h ao meio-dia, na CBN Joinville, com Jota Deschamps, Fernando Gonçalves e Rodrigo Zimmermann.

Colunistas