nsc
    dc

    De olho

    Com o fim da janela internacional, Série B vira mercado alternativo para garimpar reforços

    Jogadores da segunda divisão ainda podem reforçar equipes da Série A

    21/07/2016 - 05h12 - Atualizada em: 21/07/2016 - 05h38

    Compartilhe

    Por Lancepress
    Felipe Garcia está na mira do Grêmio
    Felipe Garcia está na mira do Grêmio
    (Foto: )

    O mercado para transações internacionais se fechou na última terça-feira, com destaque para as chegadas de Diego (Flamengo), Nico López (Inter) e Kannemann (Grêmio). Para quem ainda pretende se reforçar, a solução pode estar por aqui mesmo, na Série B do Brasileirão.

    O líder do torneio é o Vasco, com 32 pontos. Contratar Nenê, artilheiro e principal jogador do torneio, é algo quase impossível. Sem a mesma grife de Nenê, mas com quase a mesma quantidade de gols, Felipe Garcia (Brasil-Pel) e Gustavo (Criciúma) podem resolver os problemas ofensivos. Cada um tem nove gols na Série B, um a menos que Nenê, mesmo jogando por equipes menores. O Grêmio tem interesse no jogador da equipe pelotense.

    Leia mais:

    Mercado da bola: confira como os times do Brasileirão se reforçaram

    André Baibich: o grupo do Inter é feito para contra-atacar

    Wianey Carlet: o momento de Miller Bolaños no Grêmio chegou

    Outro que aparece na lista dos goleadores é Bill, do Ceará, com passagens por Corinthians, Botafogo e Santos. Outros atacantes experientes na segunda divisão são Hernane Brocador e Keirrison, ambos com cinco gols por Bahia e Londrina, respectivamente. William, do Avaí, também aparece na lista.

    Se o seu clube precisa de um jogador para ser o garçom do time, melhor ir atrás de Elvis, do Criciúma, que já deu cinco assistências. Jean Carlos (Vila Nova), Gabriel Sacilotto (Tupi), Diego Corrêa (CRB) e Magno Cruz (Atlético-GO) deram quatro passes para gol cada.

    Entre os goleiros, o que mais defende na Série B é Juliano, do CRB, seguido por Eduardo Martini (Brasil-Pel) e Felipe (Bragantino).

    Outros atletas de destaque defensivamente são os que mais desarmam no torneio. Juninho (Bahia), Richardson (Ceará), Gastón Filgueira (Náutico), Douglas Moreira (Criciúma) e Leandro Leite (Brasil-Pel).

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas