nsc
dc

publicidade

Baixas

Com quatro atletas em fase de recuperação, Avaí começa o returno do Catarinense desfalcado

Diegol Jardel, Leandro Silva, Judson e Luan estão perto de retornar aos campos

10/03/2017 - 04h00

Compartilhe

Por Redação NSC
O meia Diego Jardel fará trabalhos de transição a partir da próxima semana
O meia Diego Jardel fará trabalhos de transição a partir da próxima semana
(Foto: )

O torcedor do Avaí terá que esperar pelo menos até a terceira rodada do returno do Catarinense para voltar a ver o time completo novamente em ação. Isso porque Luan, Judson, Leandro Silva e Diego Jardel, titulares da equipe de Claudinei Oliveira, se recuperam de lesões musculares e só retornam ao time a partir do segundo confronto, diante do Metropolitano, em Blumenau.

Contra o Criciúma, neste domingo, às 18h30min, na Ressacada, a tendência é que o comandante do Leão mantenha em campo as mesmas peças que têm usado para substituir os lesionados. Com Gustavo Santos na lateral direita, Renato e Ferdinando no meio e Junior Dutra no lugar de Jardel, mas um pouco mais à frente. A boa notícia é que os quatro jogadores estão se recuperando muito bem.

– O Luan teve um estiramento na posterior da coxa e o Judson um estiramento do adutor, os dois no lado direito. Eles estão em transição até o final de semana e já na segunda-feira devem ser incorporados ao grupo – disse o médico do clube, Luis Fernando Funchal.

A expectativa do médico é que os volantes estejam disponíveis para a segunda rodada. Já Leandro Silva e Diego Jardel podem ser esperados no terceiro jogo, diante do Tubarão, em casa.

– O Diego Jardel e o Leandro Silva tiveram estiramentos musculares no adutor direito e nesta segunda-feira devem começar a transição – pontou Funchal.

Leia mais:

Zagueiro quer time focado no returno: "Tentar matar para não ter decisão"

Lateral do Avaí espera duelo difícil contra o Criciúma: "Adversário qualificado"

"É o melhor momento da minha carreira", afirma técnico do Avaí

Confira a tabela de jogos do Catarinense

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade