nsc
an

34º Festival de Dança

Começa hoje em Joinville o maior Festival de Dança do mundo

Vasta programação do evento tenta dar conta de quase oito mil bailarinos participantes que vão passar pela cidade

20/07/2016 - 02h53 - Atualizada em: 21/07/2016 - 12h25

Compartilhe

Por Redação NSC
São Paulo Companhia da Dança se apresenta na Noite de Abertura do Festival de Dança
São Paulo Companhia da Dança se apresenta na Noite de Abertura do Festival de Dança
(Foto: )

A partir de hoje, Joinville estará tomada de bailarinos, e corre-se o risco de não ser apenas força de expressão. Para um evento que passou de cinco mil participantes para formidáveis 6,5 mil nos últimos tempos, chegar a incríveis 7,8 mil, como em 2016, é uma marca que reforça o Festival de Dança de Joinville como o maior do gênero no mundo. Mas, para além dos números, a corrida para estar na cidade nesta época do ano fará com que, até o dia 30, ruas, praças, salas de aula e palcos respirem arte como nunca, afinal, para dar conta de tanta gente ansiosa por dançar, assistir e aprender (e até comprar), é preciso uma vasta e diversificada programação. E isso o 34º Festival de Dança de Joinville tem de sobra.

Confira as últimas notícias de Joinville e região

A maior parte dos olhares, claro, estará voltada para o palco do Centreventos Cau Hansen, onde acontece a Mostra Competitiva. De amanhã até o dia 29, 127 grupos, divididos em júnior e sênior, apresentarão 206 coreografias em sete gêneros (balé neoclássico, balé clássico de repertório, contemporâneo, jazz, sapateado, danças populares e urbanas), sonhando voltar na Noite dos Campeões, em 30 de julho.

A dança renasce em Joinville e a cidade se consolida no cenário de formação de bailarinos

Trinta grupos e escolas de dança selecionados se apresentarão no Meia Ponta - nas tardes dos dias 23, 24 e 25, no Teatro Juarez Machado - e 411 nos Palcos Abertos, distribuídos pela Feira da Sapatilha, pelos shoppings Garten, Mueller e Cidade das Flores, pela Praça Nereu Ramos e pelo Supermercado Hiper Condor. No total, passarão por Joinville 1.188 coreografias, vindas de 22 Estados, Distrito Federal, Paraguai e Argentina.

São Paulo Companhia de Dança leva múltiplas linguagens à Noite de Abertura

Dentre essas, algumas ganham um tratamento, digamos, diferenciado. É o caso dos três espetáculos escalados para a Mostra Contemporânea, que volta à grade do Festival. Sediados no Juarez Machado, D.GLO, da Cia. de de Dança Siameses (SP, dia 22); Soluto, da Ritmo Soul?to (CE, dia 29); e Kodak, da Cia. Dimenti (BA, dia 30), compõem a parcela experimental do Festival. Um fomento que se intensifica na Estímulo Mostra de Dança, criada em 2014 para valorizar os grupos que criaram uma relação estreita com o evento. Nesta terceira edição, ocupam o Juarez Machado a Cia. de Dança do Teatro Alberto Maranhão (RN), no dia 26, e o Balé da Cidade de Santos (SP), no dia 28.

Confira a programação completa do 34º Festival de Dança de Joinville

Mas, como de hábito, nem tudo no Festival de Dança se passa sob os holofotes. Cada vez mais requisitada e, consequentemente, incrementada, a grade didática oferece neste ano 76 cursos com um total de 2.790 vagas, 295 a mais que em 2015. As aulas, divididas em três espaços na cidade, serão ministradas por 35 professores renomados. Quatro workshops, que serão realizados na Escola do Teatro Bolshoi, no dia 27, são a novidade neste campo do aprendizado. Já as palestras e debates acadêmicos a respeito do mundo da dança, para além dos palcos, ficam a cargo dos Seminários de Dança. Eles chegam ao décimo ano nos dias 27 e 28, no Teatro Juarez Machado, e têm como tema Dança não é (só) coreografia.

Espaço mais democrático do Festival, a Feira da Sapatilha também ganhou um up na estrutura. Agora, ela ocupa 2 mil m2 do Expocentro Edmundo Doubrawa e ampliou de 70 para 90 o número de expositores, reduzindo assim a fila de comerciantes à espera de uma vaga. Equipamentos para aulas de balé aparecem entre os novos produtos, e o leque de serviços foi ampliado. E já que os estandes fizeram o pavilhão chegar a sua capacidade máxima de ocupação, a praça de alimentação foi deslocada para a parte de fora dele, onde oferece 15 opções, de food trucks a restaurantes.

Outras duas programações especiais mexerão com o público. Pela primeira vez, o evento promove um flash mob oficial, coordenado pelo coreógrafo da TV Globo Fly. Será no dia 23, às 15 horas, em frente ao Centreventos. No mesmo dia, a já tradicional Rua da Dança fará a Estação da Memória receber apresentações, aulas abertas e feira de artesanato.

SERVIÇO

O quê: 34° Festival de Dança de Joinville.

Quando: de hoje até 30 de julho.

Onde: Centreventos Cau Hansen, Expocentro

Edmundo Doubrawa, Teatro Juarez Machado, praças, shoppings e outros espaços da cidade.

Quanto: os ingressos para as noites especiais, Mostra Competitiva, Meia Ponta, Mostra Contemporânea e Estímulo Mostra de Dança estão à venda no site oficial www.festivaldedanca.com.br e na sede do Instituto Festival de Dança (Centreventos), de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h e das 13h30 às 17h30. A entrada na Feira da Sapatilha e nos espaços públicos é gratuita.

Colunistas