nsc
dc

Khronos apresenta

Como escolher a melhor câmera de segurança?

Confira 09 questões essenciais ao avaliar a melhor câmera de segurança para casa, condomínio ou escritório

11/04/2019 - 09h53 - Atualizada em: 16/04/2019 - 11h01

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Khronos
Como escolher uma boa câmera de seguranã?
(Foto: )

Ao instalar uma câmera de segurança você busca uma solução para sua residência ou seu negócio. De fato, há muitas razões para instalar um sistema de monitoramento, entre elas melhorar o controle do fluxo de pessoas, trazer mais tranquilidade e economizar diante de um possível prejuízo em caso de furto.

Mas o aproveitamento desses benefícios depende da escolha do equipamento certo. Existem cada vez mais opções disponíveis no mercado e escolher a melhor câmera de segurança para o seu caso pode se tornar um desafio. Afinal, são diversos fatores técnicos a considerar, muitos deles desconhecidos do grande público.

A seguir vamos ajudar você nessa missão. Separamos aqui nove questões para avaliar na hora de investir em segurança em vídeo, acompanhe!

09 questões para escolher a melhor câmera de segurança

Em dúvida sobre o modelo ideal de câmera para a sua necessidade? Recomendamos fazer as perguntas abaixo tanto para si, considerando seus objetivos e o espaço onde as câmeras de segurança serão instaladas, quanto para um revendedor de confiança com relação à parte técnica do equipamento.

1. Digital ou analógica?

A primeira coisa que você precisa saber sobre câmera de segurança analógica é que sozinha não é capaz de muita coisa. É preciso sempre acompanhá-la de um equipamento adicional para registro de imagens.

A diferença entre as câmeras digitais e analógicas está no modo como é feita essa gravação do vídeo. Nas analógicas isso funciona com um DVR (digital video recorder), conectado a rede. Nas digitais, é o NVR (network video recorder), há transmissão diretamente na rede.

2. Qual é a qualidade da construção?

Antes de analisarmos a qualidade da imagem, a construção da câmera é um critério importante para avaliar. Para medir o quão resistente resistente ela é, o grau de proteção IP serve de referência.

O IP um padrão de qualidade internacional, definido pela norma IEC 60529. Ele mede em uma escala de 0 a 8 a resistência de produtos a dois fatores naturais: poeira e água. Por exemplo, uma câmera de segurança com IP 66 quer dizer que ela é resistente a poeira e a jatos potentes de água.

Para quem pretende instalar o equipamento em áreas externas, esse IP 66 é indispensável.

3. O formato da câmera interfere?

Algumas câmeras modernas permitem controlar o posicionamento da lente ao vivo. Isso é particularmente interessante para quem tem uma equipe de segurança exclusiva para esse monitoramento e precisa acompanhar o deslocamento de indivíduos. Mas na maioria dos casos a instalação em uma posição estratégica já resolve a necessidade de vigilância.

Entre os formatos mais populares de distribuidoras de confiança como a Khronos, estão o bullet e o dome. Enquanto as câmeras bullet têm um formato mais alongado e possibilitam um ângulo de visão mais específico e ajustável, o dome é arredondado e mais discreto.

4. O que é uma boa resolução?

Agora entramos na qualidade de imagem propriamente dita. Via de regra, quanto maior a área a ser coberta pelo monitoramento em vídeo, maior a resolução desejada. Isso porque pode ser necessário ver acontecimentos ao fundo de um ambiente, então o zoom não distorcerá muito a visão nesse caso.

A resolução geralmente é medida em megapixels (MP), variando entre 1 MP e 8 MP (4K) nas câmeras digitais ou analógica. Ou seja:

1 megapixel = 1280x960 px

2 megapixels = 1600x1200 px

3 megapixels = 2048x1536 px

4 megapixels = 2240x1680 px

5 megapixels = 2560x1920 px

Como comparação, a resolução full HD de muitos televisores modernos é de 1920x1080 px.

Logicamente, a maior resolução demanda um investimento maior no equipamento, por isso é necessário avaliar sua real necessidade. Um espaço pequeno não precisa de muitos megapixels de vídeo, já que tudo está mais próximo da lente.

5. Como medir o alcance?

O alcance de uma câmera de segurança, ou seja, seu campo de visão, pode ser medido tanto em metros quanto em angulação.

A metragem se refere à profundidade do monitoramento, com uma base de avaliação similar à resolução do vídeo. Grandes espaços e áreas externas precisam abranger uma distância maior, enquanto ambientes enxutos e focos específicos não demandam tantos metros. Já o ângulo do campo de visão é importante para não haver “pontos cegos” na vigilância.

6. Devo considerar as situações de uso?

Muito provavelmente você espera que seu sistema de monitoramento em vídeo funcione a todo instante. Então é fundamental que a câmera capte o movimento tão bem à noite quanto de dia. Antes de fechar negócio, certifique-se de que a imagem noturna ou em ambientes escuros atenda à sua necessidade.

7. O que é alcance dinâmico?

Posto de um jeito simples, o alcance dinâmico de uma câmera é a capacidade de ela lidar com partes mais claras e mais escuras de uma imagem.

Digamos que você tenha uma câmera instalada na entrada de um estabelecimento, ou mesmo próxima a uma grande janela. Se a câmera não tiver um bom alcance dinâmico, a luz vindo da rua — a parte mais clara do campo de visão — impedirá ver o interior do ambiente. Ou o contrário: o interior será visível, com um borrão branco lá fora.

Precisando de monitoramento?
Precisando de monitoramento?
(Foto: )

8. É preciso se informar sobre a operação da câmera?

Nem só de qualidade de imagem é feita uma câmera de segurança. Ela deve ser igualmente prática de configurar e de acessar os vídeos, seja nos registros, seja ao vivo.

Nossa dica é tirar todas as suas dúvidas sobre configuração e uso cotidiano com seu revendedor. Solicite um passo a passo e se há a possibilidade de suporte caso surja alguma questão posterior. Se o funcionamento for muito complicado, isso pode acabar se tornando uma dor de cabeça em vez de uma solução.

9. Como é a conectividade?

Comentamos no início que uma das maiores vantagens das câmeras de segurança digitais é poder monitorar ao vivo sua residência ou seu estabelecimento comercial, mesmo à distância.

Com o aplicativo Khronos, por exemplo, tem-se a tranquilidade de acessar as imagens das câmeras pelo celular, a qualquer hora do dia e em qualquer lugar do mundo. A solução Khronos ao Vivo expande ainda mais tal acesso, permitindo compartilhar a visualização das câmeras externas entre uma rede de vizinhos e diretamente com a polícia, caso seja necessário.

Invista em segurança com confiança

Khronos
Tranquilidade é com a Khronos
(Foto: )

Essas foram as dicas para escolher a melhor câmera de segurança de acordo com a sua necessidade, baseadas nas tecnologias de ponta que você encontra nos produtos da Khronos Distribuidora.

Além das câmeras, a empresa conta com os demais equipamentos para montar um sistema de segurança de primeira linha em casa, no condomínio ou no escritório. São alarmes, interfones, automatizadores, controles de acesso digitais, cercas e muito mais.

Descubra as últimas tecnologias para sua proteção no site da Khronos Distribuidora

Conteúdo patrocinado pela Khronos e produzido pelo Estúdio NSC Branded Content​​

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Especiais Publicitários

Colunistas