nsc
an

Verão

Como prevenir acidentes em rios e o que fazer em caso de afogamentos

Com a chegada de verão, muitas pessoas buscam os rios para se refrescar e aumenta o risco de acidentes

22/12/2019 - 08h25 - Atualizada em: 29/12/2019 - 10h08

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Rio Piraí em Joinville
Rio Piraí em Joinville
(Foto: )

O verão começou neste domingo e muitas pessoas buscam alternativas para fugir do calor neste período do ano. Há quem goste de buscar refúgio nas praias da região Norte de Santa Catarina e outros que preferem um refrescante banho de rio.

Por isso, "AN" reuniu dicas de prevenção para evitar acidentes nos rios e também traz instruções de como proceder em caso de afogamentos.

Dicas de prevenção:

- Evite mergulho de cabeça;

- Verifique condições climáticas eventos naturais como enxurradas. Nossos rios são altamente vulneráveis a ocorrência de cabeças d’água;

- Verifique se a mudança de coloração e folhas no rio principalmente rios próximo de cachoeiras;

- Se comer, evite entrar na água devido ao processo de digestão;

- Excesso de bebidas alcoólicas é um risco certo na água. Se comer, evite mergulhos na água. Espere, no mínimo, 40 minutos. Lembre-se: mal súbito, mal estar, ataque cardíaco, cãibras ou crise convulsiva podem acontecer na água;

- Procure ficar próximo às margens do rio;

- Evite grandes profundidades;

- Traga consigo materiais flutuantes como boias e outros objetos;

- Ao escolher o local de banho, verifique a profundidade, correnteza, se há poço, obstáculos como pedras, troncos e galhos submersos, entre outros materiais;

- Observe onde vai mergulhar e não esqueça de esticar os braços para frente, com as mãos uma sobre a outra, para proteger sua coluna e cabeça;

- Crianças são vulneráveis na água. Por este motivo, sempre deve ter um adulto protegendo os menores. Além disso, o alerta também é para os adolescentes, por realizarem brincadeiras perigosas nestes locais.

Como proceder em caso de afogamentos:

- Use um bambu, vara ou material de suspensão de barraca para retirar a pessoa da água. Uma toalha também pode ser usada para puxar uma pessoa. Procure materiais flutuantes como bóias, bolas e câmara de pneu para arremessar para a pessoa na água.

- Se tiver de buscar a pessoa no fundo, evite pegá-la pela frente. Ela pode te agarrar. Se não houver alternativa, puxe pelos cabelos e nade até uma pedra ou para a borda do rio.

- Lembre-se que mesmo sendo um bom nadador é preciso enfrentar o cansaço e a correnteza. Em caso de apuros, chame por socorro.

- Caso alguém venha a se machucar, como cortes e fraturas, aplique os Primeiros Socorros. Se não souber realizar os primeiros socorros, deixe a pessoa parada em um posição confortável. Movimente a pessoa o menos possível e acione o 193 ou 190.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Colunistas