nsc
santa

Saúde

Confira a evolução ano a ano dos transplantes de órgãos em Blumenau

Dia Nacional da Doação de Órgãos é celebrado em 27 de setembro

27/09/2019 - 13h41 - Atualizada em: 27/09/2019 - 13h44

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
(Foto: )

Conforto e esperança são sentimentos que dominam o coração de Thaiana Tilchlher. Em novembro de 2015, a filha dela caiu de uma escada, sofreu traumatismo craniano e teve a morte encefálica decretada.

A mãe e o pai da pequena Celine decidiram então transformar a dor da perda em uma nova chance de vida para quem aguardava na fila de transplantes por um órgão. Aliás, um não. Cinco crianças receberam os órgãos da menina de um ano e meio.

- Saber que essas famílias não sentem a mesma dor que eu, me conforta. Por isso eu digo: seja um doador de órgãos - afirma Thaiana, que gravou uma mensagem aos leitores do Santa.

Depoimento

Mãe conta como foi a doação de órgão da filha pequena

O Dia Nacional da Doação de Órgãos é celebrado em 27 de setembro. Uma data dedicada a sensibilização das pessoas para um ato que salva vidas. Nos últimos 28 anos e oito meses, apenas em Blumenau, foram realizados 3.115 transplantes. Um trabalho que tornou o município referência nesse tipo de procedimento.

Mobilização

A vida com vida

Somente em 2019, por exemplo, o número de cirurgias chegou a 160, sendo 79 desses apenas de rins. É esse, inclusive, o órgão que lidera o ranking de transplantes na cidade. Desde de 1980, foram 1594. Logo atrás vem o fígado, com 1342. Atualmente, Blumenau é a capital catarinense de transplantes. O título veio após uma lei ser sancionada pelo Governo do estado.

Evolução anual de transplantes em Blumenau
Evolução anual de transplantes em Blumenau
(Foto: )

1º transplante duplo de coração e rim é feito em Santa Catarina

Colunistas