nsc

publicidade

Cortina do Tempo

Confira como foi a reforma da Catedral Metropolitana de Florianópolis em 1918

Catedral começou como uma pequena capela em 1675

22/02/2014 - 05h36

Compartilhe

Por Redação NSC
Comparação mostra imagem de 1918 e 2014
Comparação mostra imagem de 1918 e 2014
(Foto: )

A Catedral Metropolitana de Florianópolis começa sua história no ano de 1675, quando o bandeirante Francisco Dias Velho, fundador de Nossa Senhora do Desterro, começa a construir uma capela em homenagem à padroeira da cidade.

>> Veja outras imagens na seção Cortina do Tempo

>> Arraste o mouse e veja a comparação das imagens de 1918 e 2014

Era pequena e construída de pedra e cal, no local mais alto da vila. Aos poucos, a capela tornou-se pequena e com espaço insuficiente para o número de fiéis que assistiam às missas. Foi então que José da Silva Paes, primeiro governador da antiga Capitania, em meados do século XVIII, projetou uma nova Igreja para o mesmo local. Iniciada em 1748, a obra foi concluída 25 anos mais tarde, já no governo de Dom José de Melo Manoel.

Ao longo dos anos a Igreja Matriz foi sofrendo diversas modificações, tomando novas formas e ganhando um novo estilo. Teve suas paredes laterais aumentadas e também as torres. E foi colocado um alpendre estilo neo-clássico, em substituição à antiga porta da entrada principal.

Em 1908 foi criada a Diocese da Capital e a Igreja Matriz elevada à categoria de Catedral. A última e grande reforma da Catedral Metropolitana é recente, e envolveu grande investimento público no âmbito estadual e municipal. Houve intervenções na parte estrutural do prédio, na fachada e no sistema de iluminação e sonorização, para preservar sua arquitetura e história.

Deixe seu comentário:

publicidade