nsc
    an

    AN no seu bairro

    Conheça a rua que é o coração do bairro Costa e Silva, em Joinville

    A Otto Pfuetzenreuter tem cerca de um quilômetro e todos os tipos de comércio

    30/05/2017 - 02h10

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Agências bancárias, farmácia, autoescola, verdureira, barbearia, restaurante, lanchonete, academia, papelaria, lojas de roupas e calçados, de móveis, de bicicletas, padarias, lavanderia, armazém de produtos naturais, lotérica, distribuidora de autopeças, posto de combustíveis e laboratórios médicos. Tudo isso – e muito mais – está localizado em uma das ruas que é o coração do bairro Costa e Silva, a Otto Pfuetzenreuter.

    Com cerca de um quilômetro, a Otto vai da rua Guilherme à Rui Barbosa. Lugar de passagem para funcionários de empresas da Zona Industrial Norte, a rua chama atenção pelas calçadas com piso tátil, ciclofaixas, estacionamentos a 45 graus e pela quantidade de comércios e serviços.

    — Eu preciso ir para o Centro umas duas ou três vezes por ano. Tem tudo aqui, é uma cidade — diz o morador Leonardo Teuber, de 66 anos. Ele mora na rua Otto Pfuetzenreuter há dez anos, mas já está no bairro desde 1978.

    Há sete anos trabalhando na Distribuidora de Autopeças Dois Irmãos, o gerente Paulo Coradini diz que a rua deve ser um exemplo para o restante da cidade, pelo menos em infraestrutura.

    — É uma rua diferente, tem que ser exemplo. Desde o estacionamento até a calçada, com descida para cadeirante e as ciclofaixas — diz Paulo, que é morador do bairro Bom Retiro.

    Sandro Dionisio, proprietário da verdureira que leva o nome do bairro, conta sobre o funcionamento da rua. O estabelecimento funciona no local há sete anos. Segundo Sandro, o fluxo intenso na rua vai até meio-dia de sábado. Depois, a rua deixa de ter o movimento do comércio e passa a ser mais tranquila.

    Ponto de encontro de trabalhadores e tricolores

    Nas contas de alguns comerciantes, o Restaurante e Lanchonete Meurer é um dos mais antigos da rua Otto Pfuetzenreuter. O proprietário Cassiano Muller Meurer, que tem como sócio o seu pai, diz que a família toca o estabelecimento na rua há 36 anos. Conhecido como o ponto de encontro dos torcedores do Joinville Esporte Clube (JEC), o local também recebe muitos trabalhadores.

    — Os funcionários saem das empresas e passam aqui antes de ir para casa. Tem cliente que frequenta o estabelecimento há anos — diz Cassiano.

    É por isso que o fechamento de empresas da região impacta negativamente no comércio da rua. Cassiano conta que a lanchonete era bastante frequentada pelos funcionários da Busscar, o que acabou após o fechamento desta empresa. O que também acaba refletindo no movimento do comércio da família Meurer é a situação do JEC – uma paixão do proprietário. Se o time vai bem, o negócio também.

    Nas contas de Cassiano, um dia de jogo equivale a uma semana de vendas. No Restaurante e Lanchonete Meurer, há um espaço especial com um telão para os jequeanos se reunirem e torcerem pelo time. Mesmo com as baixas, Cassiano parece tocar o negócio com um bom humor que não é para qualquer um.

    É maravilhoso trabalhar na Otto, ele diz. Por volta das 17 horas da última quinta-feira, ele atendia aos clientes que sentavam em grupo para jogar conversa fora e o ajudavam a lembrar de alguns avanços no bairro. Cassiano e os colegas lembram da força-tarefa que foi feita para construção de calçadas e asfaltamento. Segundo o comerciante e morador do bairro, a rua tinha pouco fluxo de pedestres.

    Parceria entre moradores, comerciantes e poder público

    Se a Otto é assim hoje, é pela parceria entre moradores, comerciantes e o poder público. É o que conta o comerciante Daniel Octávio Schemes, proprietário da Panificadora e Confeitaria Monte Carlo, que atende desde 1992 no local. Hoje, o tema que parece ser um consenso é a segurança. De acordo com Daniel e outros comerciantes, a rua precisa de mais policiamento, já que assaltos a pedestres passaram a ser mais frequentes nos últimos tempos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas