nsc

publicidade

Solidariedade

Conheça alguns voluntários que dedicam a vida para auxiliar o próximo no Vale do Itapocu

Saiba como você pode colaborar ou fazer parte das entidades da região

02/01/2014 - 09h12 - Atualizada em: 02/01/2014 - 11h21

Compartilhe

Por Redação NSC
Grupo Sementinhas diverte crianças internadas no Hospital Jaraguá
Grupo Sementinhas diverte crianças internadas no Hospital Jaraguá
(Foto: )

Eles são pessoas como nós, mas que decidiram dedicar seu tempo para auxiliar quem precisa. No Vale do Itapocu, centenas de voluntários tornam o mundo melhor ajudando famílias carentes, oferecendo apoio a dependentes químicos ou pessoas que precisam de acompanhamento médico, acolhendo animais abandonados ou lutando pela preservação do meio ambiente, entre outras causas.

Neste ano que se inicia, conheça histórias de pessoas que adotaram a expressão "fazer o bem" como filosofia de vida. Inspire-se e veja como você pode contribuir com essa corrente, ajudando as entidades da região com doações ou até mesmo realizando um trabalho voluntário.

Nariz de palhaço e amor ao próximo

Todos os domingos, eles acordam cedo, vestem jaleco branco e colocam nariz de palhaço com um único objetivo: levar alegria às crianças internadas no Hospital Jaraguá, em Jaraguá do Sul. Quando o Grupo de Doutores Palhaços Sementinhas chega à ala pediátrica, o clima no hospital se transforma. Difícil quem não abra a porta do quarto e do coração para esses "médicos", que dedicam seu tempo para deixar uma mensagem de otimismo.

O Grupo Sementinhas existe há quatro anos e hoje conta com 13 voluntários, integrantes da Comunidade Batista Vida Nova. Eles se revezam para garantir que, a cada fim de semana, um grupo visite os pacientes. As brincadeiras envolvendo teatro, música, dança, mágica e contação de histórias têm o poder de entusiasmar não só as crianças, mas também os pais e os próprios voluntários.

Há três anos, o encarregado de expedição Wilson Ananias, 44 anos, virou o "doutor Crispim". Ele diz que o trabalho voluntário o ensinou que uma palavra amiga pode mudar o dia de alguém que está internado ou de quem acompanha um parente no hospital. Ele diz que os pacientes mais antigos ficam ansiosos quando o domingo chega, pois sabem que os voluntários irão visitá-los.

- Faz bem não só para eles, mas também para nós. Já vim para cá com a cabeça estourando, mas quando começamos as visitas, a dor desaparece.

A menina Júlia Brocca Vieira, 6 anos, estava internada com pneumonia, mas o sorriso veio fácil quando os doutores palhaços entraram no quarto.

- As crianças ficam aqui muito tempo sem ter ninguém para conversa e ficam mais animadas quando eles chegam - diz a mãe, Daniela Brocca.

A turma tornou ainda mais especial o dia da estudante Karla Domingos, 18 anos, e do soldador Davi da Silva Domingos, 31. Emocionados com a chegada da primeira filha, Helena Domingos, que havia nascido há uma semana, o casal chorou ao cantar uma música religiosa com os voluntários.

- Eles trazem uma energia muito positiva - comenta Karla, em meio às lágrimas.

GRUPO DE DOUTORES PALHAÇOS SEMENTINHAS

Como ajudar

O grupo aceita doações de balões para escultura, bombas para encher balões, acessórios para palhaços, brinquedos e doces

Contato 9616-8461 (Eliane)

Ajuda que ilumina caminhos

A vida do jardineiro Irineu Grassmann, 47 anos, fica mais iluminada quando ele sai da sede do Sol Grupo de Solidariedade, no Centro de Jaraguá do Sul. Todos os meses, ele busca leite e fraldas para o filho Matheus Grassmann, de 13 anos, que nasceu com deficiência motora e mental e depende de ajuda até para se alimentar. A mulher de Irineu, Iracema Mohr Grassmann, 52 anos, se dedica exclusivamente a cuidar do menino e não pode trabalhar.

Assim como Irineu, outras 40 famílias recebem cestas básicas, leite, fraldas e complementos alimentares do grupo Sol. A entidade também oferece consultas em clínicas de terapia para pacientes carentes. A ONG existe há dois anos e depende de doações da comunidade para pagamento dos salários dos 12 funcionários, do aluguel e da conta de luz. Também conta com voluntários que ajudam em eventos promovidos pela entidade.

- As famílias que nos procuram estão realmente em situação muito difícil. Cada vez que conseguimos amenizar um pouco os problemas delas, é uma conquista - diz a assistente social Fabíola Mello da Silva, 35 anos.

No que depender do sentimento de gratidão de Irineu, o grupo com certeza encontrará motivação para seguir em frente e continuar contribuindo com um mundo melhor.

- Se não fosse essa ajuda, a gente não teria condições de se manter. Agradeço muito pelo trabalho deles - comenta Irineu.

SOL GRUPO DE SOLIDARIEDADE

Como ajudar

Doação de alimentos não perecíveis, roupas, cobertores e em dinheiro

Contato 3370-0304

Onde fica

Rua Julio Tavares da Cunha Mello, 107, Centro, em Jaraguá do Sul

?

A grande família de Patrick e Andréia

?

Há três anos, o policial militar Patrick Josué Paes de Lima, 33 anos, e a mulher Andréia da Silva Lima, 30 anos, se transformou. Quando decidiram criar a ONG Fome de Amor, em Guaramirim, não poderiam imaginar que o projeto fosse crescer a ponto de agregar 50 voluntários e beneficiar mais de 100 pessoas carentes todos os meses. Desde então, a rotina do casal e da filha Emily de Lima, 13 anos, é voltada à entidade, com a distribuição de cestas básicas, móveis e roupas, aulas gratuitas de artesanato, música e inglês para pessoas carentes.

Uma vez por mês, a Fome de Amor realiza o Cinema nos Bairros, quando o casal leva pipoca, refrigerante e um telão a alguma escola para oferecer mais lazer às crianças nos horários em que não estão estudando. Patrick e Andréia também visitam comunidades terapêuticas e oferecem atividades recreativas aos dependentes químicos. A sede da Ong já virou até abrigo temporário para moradores de rua.

A agenda do casal é lotada até aos sábados e domingos. Patrick diz que raramente passa um fim de semana só com a mulher e a filha, mas que se sente em casa estando junto dos voluntários e da pessoas que precisam de ajuda. Para ele, todos são parte de uma grande família.

- É preciso renunciar a certas coisas, mas é gratificante. A gente vê outra realidade e para de reclamar da vida. Nós somos mais transformados do que quem recebe a ajuda - comenta.

ONG FOME DE AMOR

Como ajudar

Aceita doação de cestas básicas, cobertores, roupas, móveis e dinheiro

Contato 3373-4798/9995-5258 (Patrick) ou patrick.lima@ibest.com.br

Onde fica

Rua Natal Deretti (lateral da Panificadora Cantinho Doce), no galpão no fim da rua, bairro Nova Esperança, em Guaramirim

Conheça algumas instituições que você pode ajudar

Associação de Amigos em Ação

Realiza a distribuição de cestas básicas, edredons, agasalhos, kits escolares para estudantes carentes e promove oficinas esportivas. Aceita doações em dinheiro, alimentos, roupas, cobertores e outros. Contatos: 9604-2162, 3370-2797 e amigosemacao@gmail.com

Associação Beneficente Novo Amanhã

Oferece acompanhamento a dependentes químicos em Jaraguá do Sul. O custo é de R$ 690 por mês, mas também são oferecidas vagas gratuitas, conforme a situação financeira do interno. Aceita doações em dinheiro e de alimentos não-perecíveis, roupas, cobertores e outros itens. Contato: 9244-7903

Associação Beneficente Vida Nova

Oferece acolhimento e internação a crianças e adolescentes com dependência química em Jaraguá do Sul. O custo é de R$ 1,5 mil por mês, mas também são oferecidas vagas sociais (gratuitas ou de baixo custo, conforme a situação econômica da família). Aceita doações de alimentos (principalmente carne e leite), dinheiro e doações diversas. Contatos: 3370-7529, 3370-7867, 9951-9598 ou abvn@abvn.org.br

Associação Jaraguaense de Deficientes Físicos (Ajadefi)

Realiza encaminhamento de deficientes físicos para o mercado de trabalho e oferece auxílio na compra de cadeiras de rodas para os associados. Contatos: 3370-0414, 9200-5959 ou vtiton@hotmail.com

Associação Jaraguaense Protetora dos Animais (Ajapra)

Oferece lares temporários a cães e gatos abandonados, intermediação de castrações e realiza projetos de conscientização em Jaraguá do Sul. Aceitam doações em dinheiro. Contatos: www.ajapra.org.br, ajapra@ajapra.org.br ou www.facebook.com/ajapra

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae)

Oferece aulas, atividades esportivas e assistência sociais para pessoas portadoras de deficiência mental. Aceitam doações em dinheiro, alimentos não perecíveis, roupas, cobertores e outros itens. Contatos: 3370-2735 (Jaraguá do Sul), 3373-0140 (Guaramirim) e 3379-1909 (Massaranduba)

Bombeiros Voluntários

Atendem situações de emergência, como incêndios, acidentes, casos clínicos, resgates, calamidades públicas e promovem a formação de crianças e adolescentes para atuar na área. Aceitam doações em dinheiro, produtos de higiene e limpeza, alimentos não-perecíveis, colchões, cobertores e outros itens. As entidades que possuem convênio com empresas de serviço de água e energia elétrica também aceitam repasse através das faturas. Contatos: 2106-1016 (Jaraguá do Sul), 3373-0100 (Guaramirim), 3375-2000 (Corupá), 3379-1900 (Massaranduba).

Casa do Caminho

As voluntárias confeccionam enxovais de bebê, doados para mães carentes e hospitais. Aceitam doações de malha, roupas de bebê em bom estado, tinta para tecido, linhas, elásticos e outros itens. Contato: 9117-3391 (Ivone)

Centro Assistencial Eurípedes Barsanulfo (Caeb)

Realiza atendimento espiritual gratuito e terapias, atuando como um tratamento complementar ao médico. Aceita doações de roupas, alimentos, materiais de higiene e limpeza e dinheiro. Contato: 3275-0001ou caeb.jaragua@hotmail.com

Comunidade Terapêutica Padre Aloísio Boeing

Oferece acompanhamento a dependentes químicos em Jaraguá do Sul. Parte das vagas é gratuita, destinada à pessoas carentes. Aceita doações de alimentos, produtos de higiene e limpeza e em dinheiro. Informações: 9138-5677 e ctpadrealoisioboeing@gmail.com

Comunidade Terapêutica Campos de Luz

Oferece acompanhamento a dependentes químicos em Guaramirim. O custo é de R$ 700 por mês, mas também são oferecidas vagas gratuitas, conforme a situação financeira do interno. Aceita doações em dinheiro e de alimentos não-perecíveis, roupas e calçados masculinos em bom estado, ferramentas para agricultura e jardinagem, sementes e mudas de plantas. Contato: 9263-5147 ou 8412-2822

Centro de Valorização da Vida (CVV)

Oferece apoio emocional por telefone, chat, e-mail, VoIP, correspondência ou pessoalmente, em Jaraguá do Sul. Contato: 3275-1144

Grupo dos Amigos Solidários (GAS)

Realiza trabalhos voluntários com crianças e idosos, com campanhas de entrega de brinquedos, agasalhos e material escolar em Jaraguá do Sul. Contato: 9926-1000, grupogas@netuno.com.br e facebook.com/hidalgo.anjos

Grupo de Apoio Mãos Amigas (Gama)

Oferece apoio e acompanhamento a dependentes químicos e familiares através de encontros semanais, na Igreja Luterana Apóstolo Pedro, no Centro de Jaraguá do Sul. Aceita doação de equipamentos audiovisuais. Contato: 3371-7226 ou secretaria@apostolopedro.com.br ou inacio.carreira@gmail.com

Grupo Focinhos Carentes

Oferece lares temporários a cães abandonados e realiza intermediação de castrações em Jaraguá do Sul. Aceitam doações em dinheiro e de ração, potes e outros itens. Contatos: 3370-0799 (Andréia), 8804-3141 (Lúcia) ou www.facebook.com/focinhoscarentes

Instituto Rã-Bugio para Conservação da Biodiversidade

Realiza projetos de educação ambiental, mantém o Centro Interpretativo da Mata Atlântica, em Jaraguá do Sul, e é responsável pela proteção de duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), em Guaramirim e Itaiópolis. Aceita doações em dinheiro. Contato: 3274-8613 ou www.ra-bugio.org.br.

Instituto Pequenos Vencedores

Oferece aulas de música para crianças, adolescentes, jovens e adultos a preços diferenciados em Jaraguá do Sul. Aceita doações em dinheiro e instrumentos de cordas. Quem quiser também pode adotar um aluno carente. Contatos: 3376-3908, 8402-9995, 9110-0630 ou www.pequenosvencedores.com.br

Rede Feminina de Combate ao Câncer

Oferece exame preventivo de colo do útero e de mama, mamografias e assistência social, jurídica e psicológica às pacientes em Jaraguá do Sul. Aceitam doações em dinheiro e na fatura da Celesc, alimentos não perecíveis, roupas e de cabelo para confecção de prótese capilar para perucas. Contato: 3275-0268.

Rede Nacional Masculina de Combate ao Câncer

A entidade de Jaraguá do Sul está em fase de registro e pretende oferecer exames preventivos contra o câncer. Aceita doações em dinheiro, equipamentos de escritório e de ambulatório. Contato: 9103-9359 (Antônio)

Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (Oase)

Realiza trabalhos voluntários nos hospitais de Jaraguá do Sul, doação de cadeiras de rodas, distribuição de cestas básicas, roupas, cobertores e medicamentos a famílias carentes. Aceita doações de alimentos não-perecíveis, roupas, calçados, cobertores e outros itens. Contato: 3371-7226 (Igreja Luterana Apóstolo Pedro)

Sociedade Sem Câncer

Oferece apoio jurídico a pacientes com câncer. Aceita doações em dinheiro. Contatos: 3273-6868 e sociedadesemcancer.jaragua@gmail.com

Deixe seu comentário:

publicidade