nsc
dc

publicidade

Copinha antes da Copa  

Copa SC 2019: times vão da taça, e vaga na Copa do Brasil, à rodagem para jovens atletas

Oito equipes da primeira e segunda divisão do Catarinense 2019 estarão em campo no torneio por diferentes objetivos 

07/09/2019 - 09h55 - Atualizada em: 08/09/2019 - 17h08

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Copa SC começa neste fim de semana com quatro partidas
Copa SC começa neste fim de semana com quatro partidas
(Foto: )

Dos oito times que estarão na disputa que inicia neste fim de semana, quatro levantaram taça neste ano. A Copa Santa Catarina tem o jogo de abertura neste sábado e outros três no domingo e entrega ao vencedor a vaga na Copa do Brasil 2020, competição ainda mais desejada pelas premiações por participação. Ainda assim, há time que estará em campo que não precisa da vaga, ou que nem sonha com ela. A competição reúne times da primeira e segunda divisão do Campeonato Catarinense 2019.

Seriam 10 equipes, mas Hercílio Luz e Metropolitano abdicaram do torneio por conta dos custos - os tubaronenses para investir na construção de novo estádio e os blumenauenses ficou sem orçamento. Na elite e Série B do Campeonato Brasileiro, respecitivamente, Avaí e Figueirense têm calendário para não entrarem no torneio, mas vão à disputa para colocar atletas da base e não utilizados na equipe profissional. O Leão, por sinal, vai jogar apenas por conta da rodagem aos jogadores.

Campeão catarinense 2019, está assegurado na Copa do Brasil - a outra vaga garantida é da Chapecoense, vice, e ausente da Copinha. O Figueirense deve ser chamado pelo ranking da CBF, mas coloca o time que disputou o Brasileirão de Aspirantes em ação. Além disso, o clube foi vencedor da Recopa Catarinense 2019. Outro campeão do ano em campo é o Brusque. Vencedor da Série D do Brasileirão é um dos times que entram com a taça como objetivo.

- Vencer a Série D foi um momento marcante na história do clube e que vai ficar marcado para para mim. Mas agora temos outro campeonato importante pela frente e nos preparamos para brigar pelo troféu - apontou o zagueiro Neguette, do Brusque.

Outro dos quatro campeões em 2019 é o Almirante Barroso. O time subiu para a Série A com o título da Segundona e vai testar se o elenco vencedor há duas semanas pode alcançar outra façanha. Outro time da Série B do Catarinense 2019 que está em campo é o Fluminense, de Joinville. Time com orçamento baixo para a disputa e que vai estar em campo pela participação. Assim como o JEC, que aposta na garotada da base para tentar surpreender na competição.

Além de Joinville, Itajaí (Barroso e Marcílio Dias) e Florianópolis (Avaí e Figueirense) são cidades que têm dois times na competição. Campeões na última e penúltima edições, respectivamente, Brusque e Tubarão são times que representam municípios de mesmo nome.

Um mini Catarinense 2019

A fórmula de disputa se assemelha a do Estadual deste ano. Os oito times jogam entre si em turno e returno na primeira fase. Os quatro primeiros colocados fazem as semifinais, com partidas de ida e volta. As finais também serão disputadas em duas partidas, com os melhores colocados como mandante da segunda partida e sem gol qualificado. Em caso de empate no placar agregado, a definição nas semis e na decisão serão nas penalidades máximas.

Primeira rodada da Copa SC

7/9 - Sábado

15h30min - Fluminense x Marcílio Dias (Arena Joinville)

8/9 - Domingo

11h - Almirante Barroso x Avaí (Camilo Mussi)

15h - Figueirense x Joinville (Orlando Scarpelli)

16h - Brusque x Tubarão (Augusto Bauer)

Times da Copa SC 2019

Almirante Barroso

Melhor participação: primeira fase no ano passado

Temporada 2019: campeão da Série B do Catarinense e de volta à elite de SC

Técnico: Chiquinho Lima

Destaque: Dandan (atacante)

O que esperar: É o time que foi campeão da segunda divisão do catarinense e recolocou o time na elite de Santa Catarina. Na montagem do elenco, a diretoria itajaiense levou em consideração a competição posterior à Série B e por isso está mantido todo o plantel e comissão técnica. No entanto, disputar a competição entre os primeiros é uma incógnita, uma vez que o nível técnico da Copinha tende a ser mais alto. Com entrosamento, pode surpreender.

Avaí

Melhor participação: campeão em 1995

Temporada 2019: campeão do Catarinense, terceira fase da Copa do Brasil e disputa Série A do Brasileirão.

Técnico: Evando

Destaque: Matheus Matias (atacante)

O que esperar: O Avaí pretende revelar atletas e dar rodagem para jogadores da equipe júnior, sem competições oficiais até o final da temporada. O grupo é formado por jogadores que defenderam o Leão no Brasileiro de Aspirantes. Além disso, conta com atletas que não são utilizados no elenco principal, como é o caso dos atacantes Gabriel Lima e Matheus Matias. Vai para participar, até porque o clube tem vaga assegurada na Copa do Brasil.

Brusque

Melhor participação: campeão em 2018, 2010, 2008 e 1992

Temporada 2019: sexto no Catarinense, primeira fase da Copa do Brasil e campeão brasileiro da Série D.

Técnico: Evandro Guimarães

Destaque: Hamilton (centroavante)

O que esperar: Atual campeão, chega motivado para ganhar outra Copinha e estar na Copa do Brasil pelo quarto ano seguido. O clube conquistou o título da Série D e manteve parte do elenco. Perdeu jogadores, como o goleador Júnior Pirambu, mas acrescentou outros, como o vice-artilheiro da quarta divisão, Hamilton. A grande novidade é o técnico Evandro Guimarães, desconhecido no Sul do País.

Figueirense

Melhor participação: campeão em 1990

Temporada 2019: terceiro no Catarinense, segunda fase da Copa do Brasil e disputa da Série B do Brasileiro

Técnico: Rodrigo Casarin (treinador do sub-20)

Destaque: Luis Otávio (atacante)

O que esperar: Sem garantia que estará na Copa do Brasil do ano vem - pode entrar também via ranking de clubes -, vai tentar o título com a equipe que disputou o Brasileirão de Aspirantes, formado por juniores, jovens e jogadores que não utilizados na equipe principal. Na competição nacional, o Figueira terminou como líder de grupo na primeira fase (quatro vitórias, dois empates e duas derrotas) e em último no grupo da fase seguinte (uma derrota e cinco derrotas).

Fluminense

Melhor participação: primeira vez

Temporada 2019: sexto colocado na Série B do Catarinense.

Técnico: Joaquim Nego

Destaque: Alexandre Alemão (atacante)

O que esperar: Não muita coisa. Afinal, foi reduzido o orçamento em relação ao elenco que disputou a segunda divisão do Catarinense. A ordem foi enxugar e valorizar atletas do departamento de formação. Mais um motivo para fazer com que o clube não coloque a briga entre os primeiros como uma prioridade. Disputar a vaga para a Copa do Brasil 2020 é algo muito, mas muito, improvável.

Joinville

Melhor participação: campeão em 2013, 2012, 2011 e 2009.

Temporada 2019: sétimo colocado no Catarinense, primeira fase da Copa do Brasil e eliminado na primeira fase da Série D.

Técnico: Pedrinho Maradona

Destaque: Leandro Bulhões (meia)

O que esperar: Em outras épocas o Joinville entrava como franco favorito. A tradição é ponto a favor para uma equipe muito jovem que estará em campo. O clube vai colocar atletas em formação, inclusive com a entrada de alguns da equipe sub-17. No entanto, dentro do limitado orçamento, contratou jogadores com experiência para dar suporte. O JEC irá participar da Copinha, e terá dificuldades para brigar pelas primeiras colocações.

Marcílio Dias

Melhor participação: campeão em 2007

Temporada 2019: quinto no Catarinense.

Técnico: Paulo Foiani

Destaque: Juliano Levak (atacante)

O que esperar: Passado o Estadual, o Marinheiro retoma as competições após mais de quatro meses sem entrar em campo. A equipe que teve boa campanha foi desfeito e um novo time foi formado. A começar pelo comando, agora sob a batuta de Foiani, ex-jogador que iniciou a carreira de técnico em 2013. A equipe vai depender de encaixe para surpreender e brigar pelas primeiras colocações.

Tubarão

Melhor participação: campeão em 2017 (em 1998 o Tubarão FC, outro clube, venceu)

Temporada 2019: oitavo no Catarinense, primeira fase da Copa do Brasil e eliminado na primeira fase da Série D

Técnico: Pingo

Destaque: Belliato (goleiro)

O que esperar: O técnico Pingo, tarimbado no futebol catarinense, foi contratado para comandar a equipe que conta com remanescentes do primeiro semestre e atletas contratados também para o Catarinense do ano que vem. O objetivo é repetir 2017 e conquistar o título. Até porque o clube entende que esta é uma competição que tem condições de brigar pela taça e reconquistar o torcedor.

Leia mais notícias do esporte em Santa Catarina.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade