A Chapecoense tem até o dia 30 de maio para encaminhar um recurso para a Câmara de Apelações da Conmebol, com o objetivo de tentar reverter a decisão da entidade de tirar os três pontos da vitória por 2 a 1 sobre o Lanús, em virtude da escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio.

Continua depois da publicidade

Com este resultado o Lanús foi para 13 pontos e a Chapecoense ficou com sete, um ponto atrás do Nacional do Uruguai, que acabou classificando.Mas a entidade já entrou ainda na terça-feira à noite com dois pedidos na entidade. Um deles é um pedido de efeito suspensivo da reversão dos pontos, o que deixaria Lanús e Chapecoense com dez, e outro para obter informações do acórdão do colegiado que decidiu pela perda dos pontos.- Nós queremos ver os fundamentos da decisão para elaborar nosso recurso e colocar nossas razões – explicou o vice-presidente jurídico do clube, Luiz Antônio Palaoro.Ele não tinha recebido o documento até o final da tarde mas aguardava as informações até esta quinta-feira. Além do departamento jurídico da Chapecoense continuam no caso os advogados Mário Bittencourt, que atuou em defesa do Fluminense para evitar o rebaixamento em 2013, e Marcelo Amoretty, filho do ex-presidente do Internacional, Paulo Rogério Amoretty, morto no acidente aéreo de 2007, em Congonhas.Palaoro disse que ainda é cedo para avaliar se o clube pode ir até a Fifa ou outras instâncias.-Estamos estudando a possibilidade de recorrer à Fifa mas vai depender de análise do julgamento e da nova decisão da Conmebol – destacou.Embora a direção a Chapecoense tenha declarado que vai até as últimas instâncias para tentar manter a classificação que conquistou em campo, há também um receio de poder de alguma forma ser prejudicada na Copa Sul-Americana, para a qual o time conseguiu a classificação mesmo com a perda dos pontos.O clube alega que houve falha na comunicação da Conmbebol sobre a pena de três jogos de Luiz Otávio, em virtude da expulsão contra o Lanús, não encaminhando para emails dos advogados ou pessoas responsáveis pelo caso.Palaoro disse desconhecer a informação de que um email teria sido enviado para um dos dirigentes vítimas do acidente aéreo de novembro do ano passado, na Colômbia.A Chapecoense entra na segunda fase da competição, com os 22 classificados da primeira fase e mais dez times da Libertadores, oito terceiros lugares e dois classificados da primeira fase do campeonato.O sorteio dos confrontos será no dia 2 de junho. Nesta quarta-feira o time folgou para descansar da vitória de 2 a 1 sobre o Zúlia. Parte da delegação foi a Florianópolis para a premiação dos melhores do Campeonato Catarinense.O próximo confronto da Chapecoense é na segunda-feira, contra o Avaí, pelo Campeonato Brasileiro.

Leia também:

CBF e FCF afirmam repasse e-mail sobre suspensão de zagueiro

Continua depois da publicidade

“Não houve aviso oficial ao clube”, diz presidente da Chape

Leia todas as notícias da Chapecoense

Acesse a tabela da Libertadores

Destaques do NSC Total