nsc
an

Infraestrutura

CPI do Rio Mathias: secretário de infraestrutura de Joinville será ouvido na primeira reunião

Comissão que apura irregularidades nas obras no Centro da cidade vai começar os trabalhos na próxima segunda-feira (1º)

29/01/2021 - 17h28

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Obra chegou a interditar ruas, como a avenida Paulo Medeiros
Obra chegou a interditar ruas, como a avenida Paulo Medeiros
(Foto: )

Os trabalhos de investigação das obras de macrodrenagem do Rio Mathias devem começar na proxíma segunda-feira, dia 1º de fevereiro, em Joinville. Logo na primeira reunião, será ouvido o atual secretário de infraestrutura, Jorge Luiz Correia de Sá. 

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instaurada no último dia 18 de janeiro. O pedido dos vereadores é para que sejam investigadas a excessiva demora para a conclusão das obras, os impactos financeiros causados e a execução dos contratos referentes às obras de macrodrenagem do Rio Mathias.

> Sindicato de restaurantes e hotéis de Joinville apoia CPI do rio Mathias

As obras de macrodrenagem do afluente do Cachoeira foram iniciadas em junho de 2014. O prazo de conclusão dos trabalhos da CPI é de 60 dias úteis, podendo ser prorrogado por mais 45 dias.

Fazem parte da comissão Wilian Tonezi (Patriota) como presidente, Neto Petters (Novo) como secretário, Diego Machado (PSDB) é relator, e os vereadores Claudio Aragão (MDB) e Luiz Carlos Sales (PTB) como membros.

> "Vamos focar em todas as regiões de Joinville", diz novo secretário de infraestrutura

> Mais uma praça no Centro de Joinville "sofre" com atraso na obra do Mathias

A reunião está agendada para as 9 horas e será transmitida ao vivo pelo canal do YouTube da Câmara de Vereadores. Ela não será aberta ao público de forma presencial, em função dos protocolos de segurança da Covid-19.

> Coronavírus em Joinville: nem todas obras públicas terão retomada imediata

> Secretaria de Joinville responde ao TCE sobre eventuais punições nas obras do rio Mathias

Colunistas