nsc
    dc

    Oeste

    Darci Debona: projeto para concessão de aeroporto e Arena Condá tramita no legislativo

    Objetivo é economizar cerca de R$ 1 milhão por mês segundo a administração municipal

    12/12/2017 - 14h52

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó, está entre as estruturas previstas nas parcerias público privadas
    Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó, está entre as estruturas previstas nas parcerias público privadas
    (Foto: )

    Um projeto de lei para autorizar a criação de parcerias público privadas entre a prefeitura de Chapecó e empresas está tramitando na Câmara de Vereadores do Município. O objetivo de iniciativa do executivo tem a intenção de firmar parcerias público privadas, com a concessão de parques, terminal rodoviário, aeroporto Serafim Enoss Bertaso e Arena Condá.

    De acordo com o prefeito Luciano Buligon (PSB) o objetivo é transferir para a iniciativa privada a manutenção e novos investimentos nos espaços. Ele estima uma economia de R$ 1 milhão por mês com salários, contratação de serviços terceirizados e gastos em manutenção.

    - Com essa economia vamos poder investir em asfalto nos bairros e focar no que é o essencial – argumentou Buligon.

    Ele afirmou que o projeto que está tramitando no legislativo vai autorizar a realização de estudos para concessão. Buligon disse que já existe por exemplo uma empresa interessada na administração do Parque Medellín. De acordo com o prefeito será garantido o acesso público gratuito mas, dentro do parque, a iniciativa privada pode fazer o investimento num museu, por exemplo, cobrando entrada.

    Outros parques que entram no projeto são o Palmital e Parque das Palmeiras. No aeroporto, por exemplo, quem assumir poderá explorar o espaço de várias maneiras.

    - Não acredito que haverá aumento de tarifa, o que pode é ganhar com serviços, com estacionamento, com hotel, com restaurante – explicou Buligon.

    A Arena Condá pode ser assumida pela própria Chapecoense ou por um terceiro interessado, que vai explorar o espaço.

    Na Câmara de Vereadores o projeto está sendo alvo de algumas emendas e deve ser votado até terça-feira. Os vereadores e oposição querem ampliar o debate. A intenção do prefeito é sancioná-lo em janeiro.

    Ele informou que também aguarda a liberação de R$ 9 milhões da Secretaria da Aviação Civil para duplicar o atual terminal de passageiros, o que tornaria o espaço mais atrativo para a concessão e daria mais conformou para os passageiros.

    Leia também:

    Exportações de suínos registram queda superior a 20% em novembro

    Representantes do Mercosul encaminham documento para viabilizar Rota do Milho

    Área de soja cresce pelo sexto ano consecutivo em Santa Catarina

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas