nsc
dc

Monitoramento

Defesa Civil alerta para risco de deslizamentos em cinco cidades do estado

Outros 20 municípios exigem atenção; previsão é de chuva para este domingo 

09/02/2020 - 08h12 - Atualizada em: 09/02/2020 - 19h51

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Em Gaspar, deslizamento destruiu muro de casa
Em Gaspar, deslizamento destruiu muro de casa
(Foto: )

A Defesa Civil atualizou a lista de cidades que estão no radar da instituição por risco de deslizamentos nas próximas horas. O alerta é para Águas Mornas, Luiz Alves, Garuva, Ilhota e Canelinha.

O comunicado foi feito às 7h30 deste domingo (9). Conforme o documento, a cidade com maior acúmulo de chuvas nas últimas 24 horas é Orleans, com 73 milímetros. Nas últimas 72 horas, Águas Mornas lidera o ranking, com 227 milímetros.

Além das cinco cidades em estado de alerta, outras 20 exigem atenção. Entre elas estão cidades como Blumenau, Joinville, Itajaí, Balneário Camboriú e Gaspar. Esta última registrou um pequeno deslizamento no bairro Gasparinho na madrugada deste sábado (8). A terra derrubou o muro de uma casa, mas ninguém se feriu.

Com o solo encharcado, a Defesa Civil continua de plantão. Apesar de alguns municípios terem amanhecido sem chuva neste domingo, a previsão é que a passagem de uma frente fria pelo litoral favoreça o aumento da nebulosidade e o desenvolvimento de áreas de instabilidade.

De acordo com o meteorologista da Epagri/Ciram, Clóvis Correa, a massa de ar frio que traz instabilidade a Santa Catarina está mais forte no oceano do que no estado. Isso significa que as chuvas fortes até devem acontecer, mas de maneira pontual. O que predomina são as chuvas fracas, mas constantes.

“As chuvas mais fortes e momentâneas devem acontecer principalmente de Florianópolis ao litoral Norte na parte da tarde. Agora pela manhã chove mais do Oeste ao Sul de Santa Catarina ”, explica Correa.

A Defesa Civil complementa que a grande quantidade de chuva registrada no Estado levou à saturação do solo, o que provocou redução da capacidade de absorção e escoamento da água em diversos municípios.

À tarde há risco para temporais isolados com descargas elétricas, principalmente nas regiões próximas ao litoral. O tempo deve permanecer instável também nesta segunda-feira (10), quando a frente fria perde força.

Situação das estradas

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade informou que fez reparos em vários pontos de Santa Catarina. Na SC-477, o trecho entre Rodeio e Timbó é monitorado pela Coordenadoria Regional do Vale, Prefeitura de Rodeio e Defesa Civil. Foram registrados dois desmoronamentos na via, mas o trabalho de limpeza estava concluído na tarde deste sábado (8), segundo a Defesa Civil.

Já na região Norte de Santa Catarina, a Coordenadoria Regional também trabalha em diversos pontos. Na cidade de Garuva, são feitos trabalhos de limpeza e tapa-buracos para melhorar o trânsito e evitar riscos. Na Serra Dona Francisca (SC-418), algumas barreiras estão sendo removidas entre os km 15 e 29.

A situação da SC-108, entre Guaramirim e Massaranduba, também é monitorada pela Coordenadoria Norte e pela Defesa Civil. O órgão interditou o trecho por questões de segurança. Após 48 horas sem chuva no local, os técnicos irão fazer uma nova análise para verificar a possibilidade de liberação do tráfego.

Recomendações da Defesa Civil

A Defesa Civil recomenda não transitar em áreas alagadas. A atenção deve ser redobrada para sinais de problemas nas estruturas nas residências. Rachaduras, paredes inclinadas, portas e janelas com dificuldade para fechar são alguns desses indícios.

Já nas proximidades de barrancos ou encostas, devem ser observados postes e árvores inclinados que indicam movimentação do solo ou risco de deslizamento.

Quando constatado qualquer sinal de problema a indicação é deixar o local e acionar a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros Militar.

Cidades com alerta para risco de deslizamento

Defesa Civil atualiza comunicado diariamente
Defesa Civil atualiza comunicado diariamente
(Foto: )

Colunistas