nsc

publicidade

Corrupção

Del Nero pede licença da presidência da CBF após denúncia do FBI

Dirigente foi indiciado em novas acusações por corrupção na Fifa

03/12/2015 - 17h48 - Atualizada em: 03/12/2015 - 18h04

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Marco Polo del Nero não é mais presidente da CBF. Após ter sido indiciado nos Estados Unidos por corrupção em acusações feitas pelo FBI, o dirigente pediu licença do cargo na tarde desta quinta-feira. O pedido foi feito em uma nota oficial no site da entidade. Com a saída de Del Nero, Marcus Antônio Vicente assume interinamente o comando da CBF.

Diogo Olivier: o silêncio dos clubes diante de Del Nero é inaceitável

Del Nero foi indiciado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, acusado de corrupção. Além dele, Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, também teve seu nome relacionado na lista divulgada nesta quinta, com 16 pessoas, na sequência do escândalo de maio, que provocou a prisão de José Maria Marín, sucessor de Teixeira.

Comitê Executivo aprova limie de 12 anos para mandatos na presidência da Fifa

Segundo a investigação norte-americana, eles são acusados de estarem em esquemas criminosos envolvendo mais de US$ 200 milhões em subornos e propinas.

Presidentes da Conmebol e da Concacaf se opõem à extradição para os EUA

Nesta quinta-feira, em Zurique, foram presos os atuais presidentes da Conmebol, o paraguaio Juan Ángel Napout, e da Concacaf, o hondurenho Alfredo Hawit, que estão entre os 16 indiciados. Pela Conmebol, também estão detidos o presidente anterior, o uruguaio Eugenio Figueredo, que foi extraditado para o seu país natal, e Nicolás Leoz, comandante anterior da confederação sul-americana, que cumpre prisão domiciliar no Paraguai.

Com a saída de cena de Del Nero, quem comanda a CBF interinamente é Marcus Antônio Vicente, do Espírito Santo. Deputado Federal pelo PP, Vicente, 61 anos, foi presidente da Federação Capixaba por 20 anos e é um dos principais nomes da Bancada da Bola, grupo de parlamentares ligados ao futebol no Congresso.

Confira a nota oficial da CBF:

A Confederação Brasileira de Futebol vem a público informar, face às noticias veiculadas nesta data, que o Presidente Marco Polo Del Nero apresentou pedido de licença do cargo com a finalidade de dedicar-se à sua defesa, em vista de ter seu nome mencionado em acusações relatadas pela Justiça norte-americana e pelo Comitê de Ética da FIFA.

Em nenhum dos procedimentos relatados foi conferida ciência ao Presidente do conteúdo das acusações, sendo certa sua absoluta convicção da comprovação de sua inocência, tão logo possa exercer os consagrados e constitucionais direitos ao contraditório e à ampla defesa.

Neste período de licença, o Presidente, em cumprimento às suas atribuições estatutárias, designa, interinamente, para o exercício da Presidência da CBF o Vice-Presidente Marcus Antônio Vicente.

*ZHESPORTES

Deixe seu comentário:

publicidade