nsc
hora_de_sc

Continente

Denúncias de envenenamento de cães forçam interdição do Parque de Coqueiros, em Florianópolis

Local ficou fechado na quinta-feira (24) para uma limpeza com hidrojato

25/06/2021 - 08h33 - Atualizada em: 25/06/2021 - 08h59

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Área do parque foi liberada nesta sexta-feira (25) após limpeza
Área do parque foi liberada nesta sexta-feira (25) após limpeza
(Foto: )

Parte do Parque de Coqueiros, em Florianópolis, foi interditada nesta quinta-feira (24) para uma limpeza depois de denúncias de que dois cachorros teriam morrido envenenados após passear no local. A ação preventiva foi adotada pela prefeitura mesmo sem a confirmação das mortes.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

> Cão é salvo após ser quase enforcado por corrente, e dona é presa por maus-tratos em SC

Uma mensagem sobre o caso vem sendo compartilhada em aplicativos de mensagem. O texto afirma que dois cachorros de donos diferentes morreram na terça-feira (22) após terem passeado no parque no fim de semana. Contudo, a Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental e a Guarda Municipal de Florianópolis afirmam não terem recebido nenhum tipo de denúncia relacionada ao caso.

A interdição da área chamada “Parque dos Cachorros”, que fica dentro do Parque de Coqueiros, contou com apoio da Guarda Municipal. Um caminhão de hidrojato foi usado para a realizar a limpeza. O objetivo era eliminar qualquer tipo de produto tóxico que possa ter sido colocado no local.

Segundo a Secretaria Municipal do Continente essa é a primeira vez que acontece esse tipo de denúncia sobre o local. A Diretoria de de Bem-Estar Animal de Florianópolis também não recebeu denúncias sobre o caso.

A área interditada foi liberada nesta sexta-feira (25).

Leia também: 

Banco do Brasil abre concurso com 4,4 mil vagas; veja cargos em SC e como se inscrever

Quina de São João sorteia R$ 190 milhões; apostas vão até o dia 26

Lázaro usou celular de refém para enviar mensagens durante assalto; entenda

Efeitos colaterais da astrazeneca; veja os sintomas mais relatados

Colunistas