nsc

publicidade

Acidente

Depois de 35 dias internada, mulher que foi prensada por carro no bairro Vila Nova recebe alta

A vítima foi internada em 11 de agosto, data em que foi atropelada em frente a uma pizzaria

17/09/2018 - 16h37 - Atualizada em: 17/09/2018 - 16h40

Compartilhe

Por Redação NSC
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
(Foto: )

Jussara de Fátima Vilanova, 37 anos, que foi prensada por um carro no bairro Vila Nova, na Zona Oeste, recebeu alta no último sábado, 15 de setembro. Ela chegou a ficar uma semana em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dona Helena e, no total, passou 35 dias internada.

De acordo com o companheiro dela, Douglas Rodrigo Belém, 31 anos, Jussara passou por cinco cirurgias na perna esquerda e duas na direita. Parte da perna esquerda precisou ser amputada.

— Agora tudo é adaptação. Ela era uma mulher muito ativa e agora precisa dos outros o tempo todo — conta Douglas.

A família precisou reformar a casa para a chegada de Jussara. O quarto e o banheiro precisaram ser refeitos no térreo, e o piso foi trocado para facilitar a passagem da cadeira de rodas. Além disso, ela precisa de medicamentos que custam R$ 500 por mês, além de ter feito exames caros que também precisaram ser pagos porque não eram cobertos pelo plano de saúde.

"Eu tento ser forte, dar apoio e nunca vou abandonar ela", diz marido de Jussara após o acidente

Câmeras de segurança registram atropelamento

Mulher está na traseira do carro e o outro veículo pode ser visto na imagem
Mulher está na traseira do carro e o outro veículo pode ser visto na imagem
(Foto: )

O acidente aconteceu por volta das 19h20, em 11 de agosto, na rua Bento Torquato da Rocha. Câmeras de segurança do estabelecimento registraram o momento do atropelamento de Jussara. Nas imagens é possível ver o momento em que ela sai da pizzaria, abre o porta-malas do carro e outro veículo se aproxima. O motorista não freia a tempo e atinge a vítima.

O casal tem quatro filhos e no dia do atropelamento iriam buscar uma das filhas gêmeas, de 17 anos, que jogava paintball no Boa Vista. No meio do caminho, Jussara sugeriu passar na pizzaria, onde a outra filha de 17 anos trabalha, para receber o dinheiro que uma funcionária queria entregar a ela pela venda de produtos de beleza.

O motorista do outro carro, de 34 anos, foi preso em flagrante por lesão corporal culposa e direção de veículo sob o efeito de álcool ou outra substância. Ele prestou socorro após o acidente e liberado depois de pagar fiança de 20 salários mínimos. O homem teve o direito de dirigir suspenso por decisão da Justiça.

Leia também:

Fiança paga por motorista pode ir para família de mulher atropelada em Joinville

Cai número de inquéritos sobre acidentes no Judiciário de Joinville

Deixe seu comentário:

publicidade