publicidade

Alexandre Souza

Desenvolvimento regional: um panorama dos polos tecnológicos de SC

O segmento representa 5,6% da economia no Estado e tem faturamento de R$ 15,5 bilhões.

16/05/2019 - 06h40 - Atualizada em: 16/05/2019 - 06h37

Compartilhe

Por Tech SC
Em relação ao faturamento médio das empresas de TI, Santa Catarina fica em 4º lugar geral.
(Foto: )

alexandre
(Foto: )

Em 2019 estendemos o programa de capacitação do Startup SC para mais três cidades além da capital: Blumenau, Chapecó e Joinville. Essa decisão foi tomada porque observamos que o potencial da tecnologia em Santa Catarina vai muito além da região da Grande Florianópolis. Visamos atender o número maior de startups possível, melhorando o nível de maturidade dessas empresas e desenvolvendo os ecossistemas de inovação do interior do Estado.

O segmento tecnológico de Santa Catarina representa 5,6% da economia e tem faturamento de R$ 15,5 bilhões, são cerca de 16 mil empreendedores e 47 mil colaboradores. O destaque não vale apenas para o capital que gira em torno do setor, mas para a modernização dos outros processos produtivos do estado, como a agroindústria, a construção civil, a metalmecânica e a têxtil. Existem 12.365 empresas catarinenses atuando no setor de tecnologia.

De acordo com o Panorama do Setor de Tecnologia de Santa Catarina 2018, em relação ao faturamento médio das empresas de TI, Santa Catarina fica em 4º lugar geral, atrás dos estados do Amazonas, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Entre os polos nacionais, Florianópolis fica em 4º lugar, com R$ 1,8 milhões de faturamento médio. A capital catarinense é seguida por Blumenau (5º), com R$ 1,68 milhões de faturamento médio. Joinville fica em 7º, com R$ 1,2 milhões.

Florianópolis apresenta características marcantes: é o maior polo do país em relação ao número de colaboradores — 2.552 colaboradores para cada 100 habitantes. No geral, Santa Catarina ocupa a 3ª posição. Em relação a densidade de empresas, a cidade é o 2º polo com maior densidade de empresas por habitantes mais de 541 empresas a cada 100 mil habitantes. Florianópolis também possui 750 empreendedores a cada 100 mil habitantes, ficando em 2º lugar em relação à densidade de empreendedores.

A região Norte, liderada por Joinville — que ocupa o 7º lugar do ranking nacional de faturamento médio das empresas, com R$ 1,2 milhões, à frente de São Paulo — apresenta o maior percentual de empreendedoras no setor, o que corresponde a 30,3%, a participação feminina é a maior do estado na área de TI, as mulheres representam ainda 43,5% da força de trabalho.

Blumenau ocupa a quinta posição no ranking de faturamento médio, com R$ 1,68 milhões, é o quinto polo em densidade de empreendedores e o terceiro em densidade de colaboradores. O Vale do Itajaí é a região que concentra o segundo maior número de empresas, são 3,3 mil negócios na área de Tecnologia. Também é vice-líder em número de empreendedores, com 4,3 mil, e quantidade de colaboradores, com 10,3 mil.

O polo tecnológico da região Serrana apresenta R$ 481 milhões em faturamento, contando com 398 empreendedores e 333 empresas. Existem cerca de três mil pessoas trabalhando no setor de tech na Serra, e os colaboradores são o mais jovens do estado, com idade média de 27 anos.

Na região Oeste são 1,2 mil empresas que faturam R$ 1,2 bilhões e empregam 4,64 mil pessoas. Os empreendedores da região são os mais jovens do estado, a idade média é de 37 anos, são 1,6 mil empreendedores. A região Sul vem se consolidando como um polo, possuindo 1 mil empreendedores. Ao total são 952 empresas de tecnologia, que faturam R$ 854 milhões e contam com cerca de 3 mil colaboradores.

Com este panorama do nosso estado, acrescento que o desenvolvimento e a inovação só são possíveis com o auxílio de redes de apoio aos empreendedores. Em Santa Catarina, contamos com a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), atuando em todas as regiões; a Blusoft, em Blumenau; a Softville, em Joinville; e do DEATEC, em Chapecó; essas iniciativas fortalecem nosso ecossistema e nossos empreendedores, fazendo do nosso estado um lugar propício para a inovação.

Deixe seu comentário:

publicidade