publicidade

Pressão?

Diante do lanterna, Vinícius fala que Criciúma também tem obrigação de ganhar

Atacante espera um jogo difícil contra o Vitória

17/07/2019 - 16h03 - Atualizada em: 17/07/2019 - 16h04

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
(Foto: )

Diante do lanterna Vitória, o Criciúma vai em busca do segundo triunfo longe de casa na Série B, o quarto na competição. A tarefa vai ser contra um time de tradição, que na última colocação, vai faer de tudo para garantir os três pontos no Barradão. O atacante do Criciúma Vinicius, titular nos nove jogos disputados até aqui, sabe da cobrança por um resultado positivo.

— Somos obrigados a ganhar, se não ganharmos a pressão vem para cima de nós também. Queremos chegar lá em cima, então temos que ir em busca dos três pontos. É um jogo fora de casa, temos que jogar com inteligência, sabemos que eles vão vir com tudo pra cima mas queremos a vitória, tanto quanto eles. Vai ser um grande jogo, difícil para ambos, pois vamos focados em busca dos três pontos também — analisou o jogador.

O time fez o última treino em casa na manhã desta quarta-feira, antes de viajar com destino a Salvador. Na quinta à tarde, faz um trabalho no Centro de Treinamento do Bahia. Gilson Kleina só deve fazer uma mudança, com Jean Mangabeira no lugar de Wesley, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão.

— Todo mundo tem que estar com a cabeça focada para quando entrar, fazer um bom trabalho. Se for o Jean quem entrar, creio que sim pelos treinamentos, vai fazer um grande jogo, está bem treinado, tem uma baita disposição e espero que possa nos ajudar como já ajudou muito — comentou o atacante.

Na gangorra do Campeonato Brasileiro da Série B, uma vitória, e um deslize, podem mudar e muito a posição na tabela. Além de buscar pontos fora de casa, Vinicius espera que o time mantenha o pensamento e a atitude vencedores que tem mostrado nas últimas rodadas.

— Independente da situação dos adversários, nós temos que manter a nossa postura. Mesmo que tenhamos ganhado do Coritiba, sempre tem alguma coisa pra consertar. Acho que temos que manter essa batida, acreditar até o final. Estou há pouco tempo aqui mas não é o primeiro jogo que a gente ganha no final. Por isso acho importante esse espírito do time de acreditar, e mais bonito ainda quando a massa vem junto com a gente — disse.

Deixe seu comentário:

publicidade