nsc

publicidade

Apoteose azul

Discurso do Avaí é de foco no returno do Catarinense para tentar o título antecipado para o Leão

Jogadores comemoram, mas destacam objetivo de levar returno

25/02/2017 - 15h43 - Atualizada em: 25/02/2017 - 15h45

Compartilhe

Por Redação NSC
Alemão marcou dois gols, com cruzamentos de Diego Jardel. Dupla foi fundamental na conquista
Alemão marcou dois gols, com cruzamentos de Diego Jardel. Dupla foi fundamental na conquista
(Foto: )

O Avaí conquistou a taça Club Atlético Medellín, está na final do Campeonato Catarinense, mas ainda não está satisfeito.

Logo após o apito final da vitória de 3 a 0 sobre o Barroso, o discurso da comissão técnica e dos atletas estava afinado.

O técnico Claudinei Oliveira destacou:

— Meta é conquistar o returno, para evitar uma final. Tanto que vou poupar o máximo de jogadores para o duelo com o Inter de Lages, nós viemos de um início de ano desgastante, temos Copa do Brasil pela frente e quero todos recuperados para começar o returno focados.

O treinador avisou:

- Estamos felizes sim, mas precisamos reverter o histórico de desmobilização que acontece em SC com quem conquista o turno.

O goleador Alemão, que marcou duas vezes na partida, também faz o mesmo discurso:

— Estou muito feliz por ter marcado dois gols, ainda mais que meus pais vieram no jogo, estão na arquibancada, então dedico a eles este momento. Mas vamos comemorar agora para imediatamente descansar e voltar concentrados para o returno, nada de diminuir a intensidade.

O goleiro Kozlinski, um dos destaque avaianos, acredita que um dos méritos do time é justamente a mobilização para todos os jogos:

— Somos um grupo muito concentrado, esta é uma das virtudes, mantemos o foco e este título é sinal de que podemos mais, avisa.

Outro jogador que marcou gol na partida foi Romulo:

— Fico muito feliz por este momento, por todo nosso grupo, que é muito unido — destacou o atacante.

Leia mais:

A crônica da partida em Itajaí

Mais notícias do Avaí

A classificação do Catarinense

Deixe seu comentário:

publicidade