nsc
    santa

    Vaticano

    Em cerimônia histórica, papa Francisco declara santos João XXIII e João Paulo II

    Praça São Pedro foi tomada por centenas de milhares de fieis de todo o mundo

    27/04/2014 - 01h44 - Atualizada em: 27/04/2014 - 12h24

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    O domingo, 27 de abril foi histórico para a Igreja Católica. Sob fortes aplausos da multidão, o papa Francisco declarou santos o papa João XXIII e o papa João Paulo II. A praça São Pedro, no Vaticano, foi tomada de fieis para a cerimônia, que teve início as 5h (horário de Brasília). Na sequência, foi celebrada a missa.

    Relíquias de sangue de João Paulo II e de pele de João XXIII foram entregues a Francisco. Ambos os pontífices tiveram suas beatificações solicitadas por aclamação logo após a morte. João Paulo II foi canonizado apenas nove anos após sua morte, em 2005. O segundo milagre atribuído ao polonês que nasceu em 1920 e liderou a Igreja Católica entre 1978 e sua morte, foi reconhecido pelo Vaticano em julho do ano passado. Já João XXIII, que foi papa entre 1958 e 1963, foi canonizado com apenas um milagre comprovado.

    Estimativas dão conta de que pelo menos um milhão de pessoas acompanharam a canonização - para a qual um sistema de segurança especial foi montado. Telões foram instalados por toda a cidade de Roma para quem não conseguiu chegar à praça São Pedro.

    Leia mais:

    :: Em decisão salomônica, Francisco declara santos João Paulo II e João XXIII

    :: Rosane Tremea: Cracóvia está em festa

    Em sintonia com a igreja para os pobres apregoada por Francisco, a cerimônia de canonização teve a marca da sobriedade. O emérito Bento XVI compareceu à cerimônia e cumprimentou Francisco. Segundo dados fornecidos pelo Vaticano, confirmaram presença delegações oficiais de 93 países.

    Confira imagens da cerimônia de canonização:

    :: Veja um paralelo do dois novos santos da Igreja Católica:

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas