publicidade

No Congresso

Em discurso na posse, Bolsonaro diz que governará "sem divisão e discriminação" 

"Brasil voltará a ser um país livre das amarras ideológicas", disse o novo presidente da República 

01/01/2019 - 16h20 - Atualizada em: 01/01/2019 - 17h45

Compartilhe

Por GaúchaZH
(Foto: )

Empossado presidente da República em cerimônia com esquema de segurança reforçado, Jair Bolsonaro (PSL) prometeu, em discurso no Congresso, fazer um governo "sem divisão e discriminação". Diante de uma plateia de deputados, senadores, autoridades e chefes de Estado estrangeiros, o novo presidente brasileiro destacou bandeiras de sua campanha, como a flexibilização do estatuto do desarmamento e o combate à ideologia de gênero, pregando a união no país.

— Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e a nossa tradição judaico-cristã — discursou o presidente. — O Brasil voltará a ser um país livre das amarras ideológicas.

Bolsonaro também aproveitou para agradecer novamente à equipe médica que o atendeu após o atentado, em Juiz de Fora (MG).

— Primeiro, quero agradecer por estar vivo. Com humildade volto a esta casa, onde por 28 anos servi à Nação Brasileira. Volto a esta casa não como deputado, mas como presidente da República Federativa do Brasil — disse.

No discurso, Bolsonaro retomou lemas fortes de sua campanha e defendeu que o País "volte a ser livre das amarras ideológicas", criticou o que chamou de "irresponsabilidade econômica" e prometeu combater a ideologia de gênero.

— Temos, diante de nós, uma oportunidade única de construir nosso país e resgatar a esperança dos nossos compatriotas. Enfrentaremos desafios, mas se soubermos ouvir a voz do povo, teremos êxito — disse.

*Com informações de Estadão Conteúdo.

Deixe seu comentário:

publicidade