nsc
an

Saúde Mental

"Isolamento social tem lados positivos e negativos, é preciso olhar para cada lado", diz psicóloga de Joinville

Saúde mental foi tema de reportagem especial veiculada nesta segunda-feira, 18, na CBN Joinville

18/01/2021 - 18h16 - Atualizada em: 18/01/2021 - 21h12

Compartilhe

Jean
Por Jean Patrick
Mulher com a mão na cabeça parece estar triste
Saúde Mental afeta ainda mais as pessoas durante a pandemia
(Foto: )

Depois de dez meses de pandemia do novo coronavírus no Brasil, a saúde mental da população também precisa de atenção. São meses de espera pela vacina, de vidas perdidas e problemas financeiros que afetaram os catarinenses. Agora que a vacina contra a Covid-19 já está em solo catarinense, o tema das doenças emocionais deve ter atenção nos próximos meses. Por tudo isso, o mês de janeiro foi escolhido para representar a saúde mental no Brasil, e foi criado o “Janeiro Branco”.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Em reportagem especial sobre a saúde mental veiculada no Notícia na Manhã desta segunda-feira (18), a psicóloga Carol Durando falou sobre o problema e deu dicas para ajudar a buscar o equilíbrio perdido.

Estima-se que a cada 100 pessoas, ao menos 30 sofrem ou sofrerão com a saúde mental. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em torno de 12 milhões de brasileiros sofrem de depressão. Segundo a psicóloga Carol Durando, o importante é “ter equilíbrio entre a saúde mental e física”. 

— A pandemia ocasionou o isolamento social, mas ele pode ocorrer também por causa da depressão, e é neste momento que é importante ter atenção sobre as pessoas. O isolamento tem pontos positivos e negativos, é preciso olhar para cada lado e aproveitar apenas o que é positivo — analisa a psicóloga.

Ouça a reportagem produzida pela jornalista da CBN Joinville, Morghana Santhiago:

Colunistas