nsc

publicidade

Trânsito em Joinville

Embarque e desembarque serão proibidos no corredor de ônibus da avenida JK em Joinville

Todo o lado direito da via, sentido zona Sul, será garantido ao corredor

16/10/2015 - 16h25

Compartilhe

Por Redação NSC
Não haverá mais área reservada de embarque e desembarque em frente ao Colégio dos Santos Anjos
Não haverá mais área reservada de embarque e desembarque em frente ao Colégio dos Santos Anjos
(Foto: )

A cena da foto acima - carro estacionado em frente ao colégio - não poderá mais se repetir a partir desta segunda-feira. É quando o corredor da avenida Juscelino Kubitschek, na região central de Joinville, passará a ser de uso exclusivo dos ônibus e táxis no trecho entre a rua Nove de Março até a proximidade com a Ministro Calógeras.

Todo o lado direito da via, sentido zona Sul, será garantido ao corredor. Ou seja, não haverá mais área reservada de embarque e desembarque em frente ao Colégio dos Santos Anjos.

Leia Mais:

Prefeitura apresenta solução para corredor de ônibus na avenida JK

Jefferson Saavedra: MP dá prazo para corredor da JK em Joinville

Carros parados voltam a causar transtornos na avenida JK, na região central de Joinville

Quem desrespeitar o corredor poderá ser multado. Agentes de trânsito estarão no local nesta segunda-feira para evitar confusão. Provisoriamente, cones serão posicionados para bloquear a passagem de carros no espaço exclusivo.

A medida, diz o gerente de operações do Departamento de Trânsito (Detrans), Marcelo Danner, é preventiva e tem como principal objetivo evitar acidentes.

- Essas balizas não devem permanecer por mais que dois ou três dias. Vamos analisar conforme for a evolução no comportamento dos motoristas - explica.

Como a ampliação do corredor na avenida é definitiva, esta segunda-feira poderá ser lembrada como o último capítulo de uma das discussões mais polêmicas na cidade.

De um lado, usuários do transporte coletivo consideravam abusivas as paradas de veículos nos horários de entrada e saída de alunos do colégio, bloqueando a passagem dos ônibus no trecho.

Do outro, os pais alegavam falta de vagas nas redondezas. Após receber denúncias de que as áreas de embarque e desembarque seriam ilegais, o Ministério Público entrou em cena e recomendou a retomada plena do corredor, sob o risco de ajuizar uma ação. A Prefeitura, então, acatou a manifestação e providenciou mudanças na sinalização do corredor.

Agora, caberá aos pais dos alunos buscarem ruas próximas do colégio. O Detrans recomenda as ruas do Príncipe, Abdon Batista, Jaguaruna e travessa São José. A direção do Colégio dos Santos Anjos não quis se manifestar.

Professor comemora decisão

Uma vitória. É assim que o professor André Leonardo Veridiano define a decisão da Prefeitura em acatar a manifestação do Ministério Público (MP) e garantir a exclusividade do corredor.

Foi o professor quem protocolou no MP a queixa do uso irregular das áreas de embarque e desembarque em frente ao colégio. Mais do que levar o caso às autoridades, André ampliou o debate sobre o caso ao criar a página Não é só pelo corredor no Facebook. A comunidade já reúne 1,7 mil membros.

- A recomendação do MP coincidiu com a mesma semana em que realizamos duas ações em frente ao colégio. Senti que a Prefeitura cedeu diante das reivindicações. A leitura que faço é a de que nós vencemos - comemora.

Agora, André planeja readaptar a página para outros tópicos de mobilidade e acessibilidade.

Deixe seu comentário:

publicidade