nsc
    nsc

    Juntos por Santa Catarina

    Empresa catarinense desenvolve produto antiviral durante a pandemia  

    Por meio da nanotecnologia, o virucida atua contra o coronavírus  

    13/07/2020 - 14h20

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Empresa catarinense desenvolve produto antiviral durante a pandemia
    (Foto: )

    No momento em que o mundo enfrenta a pior pandemia do último século, um empreendimento de Florianópolis lançou um produto antiviral que é utilizado no combate a vírus envelopados ou não, como o novo coronavírus. O PROTEC-20 é produzido através da nanotecnologia e impede que superfícies e materiais como máscaras, filtros de ar, aventais médicos, entre outros sejam meios de propagação de vírus e bactérias prejudiciais.

    A solução industrial foi desenvolvida pela TNS Nanotecnologia, incubada no CELTA da Fundação CERTI, que desde 2013 desenvolve produtos para indústria. O negócio foi fundado em 2009 pelo engenheiro de materiais Gabriel Nunes e dois sócios e utiliza a nanotecnologia, que trabalha com material em escala atômica e molecular. A partir dessa tecnologia, o empreendimento atende diversos setores.

    — Começamos no mercado têxtil com solução incorporada nos tecidos e fios, protegendo-os contra fungos e bactérias, assim o tecido não apresenta mofos e nem mau odor. Na sequência, entramos no mercado de polímeros e então entra a fabricação de fio dental, escova de dentes, esponjas de limpeza, tudo o que você vê de plástico, como mouse e carrinhos de aeroporto, embalagens para alimentos, toda essa indústria consome o nosso aditivo — explica Gabriel, que ressalta a ampliação da TNS Nanotecnologia também para mercados como o de cosméticos e agronegócio.

    Como a produção já era realizada fora do estado, mesmo com a adaptação home office, desde março deste ano, o empreendimento conseguiu manter a atividade e atender seus clientes. Foi quando eles desenvolveram e lançaram o PROTEC-20, o primeiro aditivo antiviral comprovado para ação contra o Coronavírus. A solução industrial desativa o vírus em 30 segundos e a replicação de bactérias. Com o produto e as demandas, a TNS realizou novas contratações e cresceu três dígitos em faturamento em relação ao mesmo período no ano passado.

    O lançamento do produto contou com o apoio do Sebrae/SC, por meio do SebraeTec, que possibilitou a comprovação de eficiência do antiviral frente às normas internacionais, validando a tecnologia para o mercado externo. Gabriel ainda acrescenta a importância do Sebrae ao longo da trajetória do empreendimento.

    — Eu e meus os sócios, somos oriundos de turmas de Empretecos, além de que, no ano 2018 participarmos de um movimento de capacitação para empreendedores aqui em Florianópolis organizado integralmente pelo Sebrae. Expandimos networking, fomos a feiras, tivemos diferentes treinamentos e isso capacitou muito nosso time como um todo e contribuiu para que conseguíssemos todo esse crescimento agora — finaliza.

    Acesse o canal Juntos Por Santa ​Catarina e veja iniciativas inspiradoras de quem vem enfrentando a crise da Covid-19.​​​​​​​​​​​​​​​​​​

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas