nsc

publicidade

Adiante seu relógio

Entenda os efeitos do horário de verão, que completa 30 anos em 2015

Como o corpo tem seu funcionamento guiado pela exposição à luz solar, o novo horário causa uma desordem interna que logo tende a ser resolvida

17/10/2015 - 02h03 - Atualizada em: 20/10/2015 - 14h32

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

É chegada aquela época do ano em que se perde uma hora de um fim de semana em troca de quase cinco meses com uma hora a mais de sol. Implantado pela primeira vez no Brasil há mais de 80 anos, o horário de verão, que começou neste domingo, tem sido usado de maneira ininterrupta no país desde 1985. São três décadas em que parte dos brasileiros se habituou a conviver com dias que começam mais tarde e noites que demoram a chegar.

Quais as vantagens de ampliar o horário de verão

Veja quem se adapta melhor ao horário de verão

Adiantar o relógio em uma hora tem como objetivo diminuir o consumo de energia no chamado período de ponta, entre as 18h e as 21h. É nesse começo de noite que a maioria das pessoas chega em casa, liga a televisão e o ar-condicionado, gerando um pico no uso de eletricidade. No verão, com a luz do sol presente até mais tarde, isso muda. A alteração segue até o dia 21 de fevereiro de 2016, quando os relógios retornam ao horário tradicional.

Confira, no infográfico abaixo, os efeitos do horário de verão na economia e no corpo.

Infográficos: Edu Oliveira e Fernando Gonda.

* Zero Hora

Deixe seu comentário:

publicidade