nsc
an

AN no Paranaguamirim

Entidade auxilia jovens bolsistas de Joinville

Com sede no Paranaguamirim, o Projeto Resgate também orienta na criação da autonomia e pensamento crítico dos estudantes

28/04/2017 - 02h12 - Atualizada em: 02/05/2017 - 11h32

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Em seu primeiro ano no curso de direito, a jovem Taylaine Ferreira Soares de Farias, de 19 anos, retorna à sede do Projeto Resgate para falar sobre as experiências que teve por meio da entidade. Moradora do bairro Paranaguamirim, na zona Sul de Joinville, a estudante foi bolsista em escolas particulares do sexto ano do ensino fundamental ao terceiro do ensino médio.

Com a bolsa, ela também fez um curso técnico em administração. O Resgate auxilia os bolsistas oferecendo as condições para que tenham uma educação de qualidade. Entre as atividades desenvolvidas na sede do projeto, que fica na rua João Luís de Miranda Coutinho, 756, no Paranaguamirim, estão as aulas de formação de valores.

– Quando éramos mais novos, nós falávamos sobre problemas de relacionamento com os colegas, por exemplo. Lembro que eu tinha uma personalidade muito forte. Mais tarde, os temas eram relacionados à responsabilidade e nossas obrigações. É muito bacana olhar para trás e ver que eu me tornei uma pessoa completamente diferente pelo nível de conhecimento e de experiências que adquiri aqui – diz Taylaine.

Confira mais notícias de Joinville e região

Atualmente trabalhando num escritório de contabilidade, a jovem diz que quer advogar na área trabalhista. Durante as atividades desenvolvidas no projeto, ela conta que conheceu juízes e advogados, o que fez com que tivesse um conhecimento prévio da área profissional escolhida. Ela também lembra que participava do Café Filosófico, o que a ajudou a desenvolver um pensamento mais humanitário. Aos fins de semana, se reunia com os amigos que fez no Resgate. Era uma alegria, segundo ela.

Mário Sant¿Ana, coordenador da entidade, explica que o projeto foi criado com o objetivo de possibilitar que os jovens cresçam com autonomia. Criado em 1998, o projeto auxilia, atualmente, 372 bolsistas em dez escolas particulares de Joinville. Entre os egressos, o coordenador conta que, 182 terminaram cursos técnicos e 120 concluíram ou cursam o ensino superior.

– Além da bolsa de estudos, o aluno precisa de transporte, livros e apostilas. Nós conseguimos isto por meio de doações. Algumas empresas compram os passes para os filhos dos funcionários, outras garantem livros e apostilas. A Prefeitura freta ônibus que faz três rotas nas regiões Sul e Sudeste – explica o coordenador.

– É um trabalho que depende totalmente da reação dos jovens. Eles precisam ser cativados. Nós temos uma série de atividades que ajudam a pensar de forma diferente e ampla. Esse jovem também vai ter que adquirir novos hábitos de estudos. Nós os ajudamos neste sentido – afirma Mário, que explica que o desafio do projeto é ajudar no processo de escolha do curso de ensino superior. – As atividades desenvolvidas pelo Resgate são para os jovens aprenderem a tomar decisões, traduzir essas decisões em projetos de vida e persegui-los.

Para colaborar com o projeto, você pode se tornar padrinho de uma criança, compartilhar conhecimento, informar sua rede de relacionamento e doar recursos financeiros. Para saber mais, ligue para o telefone (47) 3463-7223.

Leia mais do especial AN no Paranaguamirim:

Conheça o trabalho da associação Ecos de Esperança

Projeto de Joinville forma atletas e cidadãos do futuro

Conheça uma das comunidades mais antigas de Joinville

Joinvilense luta para manter sonho de filhos e sobrinhos no esporte

Colunistas