nsc
    dc

    São Paulo

    Equipe de Hamilton é assaltada ao deixar o Autódromo de Interlagos

    Grupo deixava o local onde será realizado, neste domingo, o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula-1

    11/11/2017 - 13h05

    Compartilhe

    AFP
    Por AFP
    (Foto: )

    O piloto inglês Lewis Hamilton, campeão da Fórmula-1 em 2017, publicou em sua conta no Twitter, neste sábado (11), um relato sobre um assalto sofrido por colegas de equipe, em São Paulo. Segundo ele, integrantes da Mercedes foram "ameaçados com armas", ao deixarem, na noite de sexta-feira, o Autódromo de Interlagos, onde vai ser realizado o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula-1, neste domingo (12).

    "Dispararam tiros, apontaram armas para suas cabeças... É angustiante", tuitou o tetracampeão do mundo. "Isto acontece aqui todos os anos. A Fórmula-1 e os times precisam fazer alguma coisa, não tem desculpas", acrescentou o britânico.

    "Roubaram objetos de valor, mas o mais importante é que ninguém saiu ferido e que todo mundo está bem", explicou o porta-voz da Mercedes.

    Membros da Williams e da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) também foram abordados, mas conseguiram evitar o roubo, segundo o jornalista Andrew Benson da BBC.

    A criminalidade é um problema recorrente nos GPs organizados na América Latina. Em 2016, no México, um membro da Mercedes também sofreu episódio similar. Em 2010, o piloto britânico Jenson Button foi vítima de assalto à mão armada.

    Os incidentes aconteceram em um momento em que o futuro da corrida brasileira está em suspenso, já que Interlagos está à venda.

    A cidade indicou que existem negociações com três potenciais compradores e que uma das condições de venda é que a corrida seja disputada para além de 2020.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas