nsc
    santa

    Patrimônio histórico

    Escritório de arquitetura que desenhou o Frohsinn entrega projeto com sugestão de ocupação para o Morro do Aipim em Blumenau

    HS Arquitetos revitalizou o projeto original voluntariamente e entregou ideia para a prefeitura na manhã desta terça-feira

    07/10/2014 - 08h19

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Projeto apresentado pela HS Arquitetos mantém fachada original e revitaliza espaço do mirante
    Projeto apresentado pela HS Arquitetos mantém fachada original e revitaliza espaço do mirante
    (Foto: )

    O escritório de arquitetura HS Arquitetos entregou hoje à prefeitura de Blumenau um projeto com uma sugestão de revitalização para o Restaurante Frohsinn e o mirante do Morro do Aipim, depois do incêndio que destruiu parte da estrutura. Segundo Paulo Henrique Herwig, um dos arquitetos envolvidos no projeto e neto do mentor do projeto original, Henrique Herwig, a intenção da equipe que desenhou a ideia foi reforçar a conexão do Frohsinn com a cidade:

    - Esta é uma ideia inicial, é a colaboração da HS. Nos prontificamos a recompor o projeto nos baseamos em três pilares: a manutenção da fachada e o uso público do mirante, que foram as definições dos conselhos, e o aproveitamento do potencial paisagístico do mirante.

    ::: Antiga sede do Restaurante Frohsinn pega fogo em Blumenau

    ::: Prefeitura de Blumenau divulga nota oficial sobre incêndio no Frohsinn

    ::: IGP conclui laudo sobre causas do incêndio no Frohsinn

    ::: Reunião discute projeto de reconstrução do Frohsinn

    O projeto sugere a reconstrução do prédio do antigo restaurante Frohsinn preservando a arquitetura da área externa e a construção de mirante em formato de arquibancada verde, aproveitando o declive natural do morro no entorno da edificação. A ideia a aproveitar a vista em 180° e possibilitar a vista em dois sentidos: de quem está no morro, para a cidade, e de quem está na região central para o morro.

    O secretário de Turismo Ricardo Stodieck declarou que a prefeitura recebeu o projeto na manhã desta terça-feira, pouco antes da divulgação para imprensa, e que a prefeitura ainda precisa discutir o que será feito nos próximos dias.

    - Vamos analisar internamente e entender a resposta que a sociedade vai dar para esta ideia. O que os conselhos votaram eles seguiram à risca, que foi a preservação da fachada e o acesso do público ao mirante. Agora vamos discutir e até o final de outubro vamos nos pronunciar - disse Stodieck, sem revelar qual é a opinião da administração municipal sobre o projeto.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas