Levante a mão quem já ouviu um búlgaro falar. Parece até um xingamento: assim como a escrita difere completamente do português, com letras e símbolos que não existem em nosso alfabeto, a pronúncia também é peculiar, um jeito de mexer a boca que produz sonoridade bem diferente. Mas no final é tudo som, e por isso as crianças têm muito menos preconceito com outros idiomas que os adultos. Essa é uma das razões do sucesso de Pelo Mundo com Mawaca, espetáculo infantil do grupo Mawaca, de São Paulo, que encerra amanhã a 13ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

Continua depois da publicidade

>> Animação premiada “Anina” é destaque na Mostra de Cinema Infantil

>> Confira a crítica feita por Andrey Lehnemann da animação infantil “Anina”, um dos destaques de sábado da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

O musical apresenta canções interpretadas em diversos idiomas diferentes, desde o francês medieval até grego. Sem medo de soar estranho às crianças. É como pegá-las pelas mãos e levá-las a viajar sensorialmente pelo mundo – incluindo países que nunca aparecem nos roteiros de viagens normais, como Albânia, Tanzânia, Bulgária, Israel e Índia, por exemplo.

– As crianças gostam de várias línguas, não têm preconceito ou barreiras contra as coisas de outros países. Elas não se importam se vão entender ou não, palavra por palavra. Criança gosta é de som diferente, como africano, búlgaro, japonês – comenta a musicista Magda Pucci, 49 anos, diretora musical do Mawaca.

Continua depois da publicidade

Pelo Mundo… é o primeira experiência para o público infantil do Mawaca, grupo que pesquisa e recria músicas das mais diversificadas culturas do mundo. Criado há 17 anos, é formado por cantores que interpretam canções em mais de vinte línguas acompanhados de um grupo instrumental acústico.

– Selecionamos canções que as crianças curtiam do nosso repertório. E botamos personagens, brincamos com elementos de cada canção. Tem bonecos, projeções, teatro de sombras – diz Magda.

O espetáculo é baseado no livro De Todos os Cantos do Mundo (Cia das Letrinhas), escrito por Heloisa Prieto e Magda Pucci, para contar as histórias das canções do Mawaca. Estreou oficialmente no começo do ano passado e é a primeira vez que eles se apresentam em Florianópolis. A direção cênica é de Wanderley Piras, reconhecido diretor de espetáculos infantis. Os adereços, cenários e bonecos foram criados pelo Núcleo Fora da Ordem.

Repertório

Eh Boi – Canto do norte do Brasil

Zemer Atik – Dança Hebraica

Baidouska – Dança Grega

Allunde, Alluya – Oração do Deus Sol da Tanzânia (suaíli)

Çirigoça – Dança de Miranda do Douro de Portugal

Koi Txangaré – Cantiga antropofágica Paiter Suruí de Rondônia

Hotaru Koi – Canção do Vagalume do Japão

Soran Bushi – Canção dos pescadores de Hokkaido do Japão

D’ous viens-tu bergère? – Canção pastoral medieval de Champagne na França

Kali – Oração à Deusa Kali da Índia

Pra qualquer santo – Cordel de Patativa do Assaré

Jarnana – Canção de amor da Albânia

Cangoma – Jongo afro-brasileiro

:: Agende-se

O quê: Encerramento da 13ª Mostra de Cinema Infantil com o espetáculo infantil Pelo Mundo com Mawaca

Quando: Amanhã, 16h

Onde: Teatro Pedro Ivo (Rod. SC-401, 4.600, Florianópolis)

Quanto: R$ 20 / R$ 10 (meia). Ingressos à venda nas bilheterias dos teatros Pedro Ivo, Ademir Rosa e Álvaro de Carvalho.

Continua depois da publicidade

Informações: (48) 3665-1630

Destaques do NSC Total