nsc
dc

Doação

Estoque de sangue dos tipos O- e B- está baixo em Santa Catarina

Segundo Hemosc situação preocupa, mas pode ser revertida rapidamente com a colaboração do público 

31/08/2019 - 10h02

Compartilhe

Por Camila Levien
(Foto: )

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) está com estoque baixo de dois tipos de sangue: O- e B-. De acordo com o órgão a situação preocupa, mas o órgão acredita que poderá ser revertida rapidamente. O Hemosc já está realizando atividades para reverter a situação, fazendo contato com doadores já cadastrados com estes tipos sanguíneos para comparecer ao local.

De acordo com Silvio Battistella, gerente de captação de doadores do Hemosc, não se sabe exatamente o que causou a queda nos estoques, porém ele destaca que há características diferentes entre as duas situações.

— Enquanto com o O- nós estamos com um problema recorrente de estoque ficando um pouco abaixo do ideal em praticamente todo o mês de agosto, o B- teve uma queda repentina na última quinta-feira — diz Battistella

O Hemosc afirma que os outros tipos sanguíneos estão dentro da normalidade e que apesar do problema pontual, o gerente destaca que o período de inverno tem sido positivo para os estoques.

— Esse ano não sentiu muito a questão do frio, tivemos uma frequência constante de doadores e dentro dos níveis esperados. Só em Florianópolis são recebidas normalmente 150 doações por dia. — afirma Silvio

Quem pode doar:

É importante lembrar que para doar sangue a pessoa não pode ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas. Além disso, é imprescindível apresentar um documento de documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.

Pessoas entre com idades entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias e em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo. O doador deve pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas).

Restrições

Não deve doar sangue quem tem ou teve as seguintes doenças: hepatite após os 11 anos de idade, lepra (Hanseníase), hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto, doença auto-imune, doença de chagas, AIDS, diabetes, câncer e problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista).

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas