nsc
    dc

    Ensino superior

    Estudantes da UFSC fazem vigília na reitoria em apoio à greve nacional em universidades

    Ato ocorre pela segunda noite consecutiva em Florianópolis e começou por volta das 20h30min desta quarta-feira

    02/10/2019 - 20h28

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    UFSC
    Professores, servidores e estudantes participam de atos entre quarta e quinta-feira contra cortes na educação
    (Foto: )

    Pela segunda noite consecutiva, estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizam uma vigília no hall da reitoria, em Florianópolis. O ato ocorre em apoio à greve de 48 horas convocada pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), que começou nesta quarta-feira (2). A paralisação é contra os cortes no orçamento das instituições de ensino federais.

    A vigília da noite desta quarta é organizada pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFSC, que informou que cerca de 40 estudantes participavam da concentração por volta das 20h30min. Segundo o DCE, na noite de terça (1º) a vigília reuniu aproximadamente 70 pessoas.

    De terça para quarta, os estudantes passaram a madrugada no local e, no começo da manhã, participaram das atividades realizadas no campus em apoio à greve nacional. Ainda conforme o DCE, a intenção é que os participantes passem novamente a madrugada no hall da reitoria.

    Para esta quinta (3), está prevista uma concentração na universidade ao meio-dia. Depois, os manifestantes planejam fazer uma caminhada pelas ruas centrais de Florianópolis até a Catedral Metropolitana, onde um ato unificado está programado para as 16h.

    Segundo os organizadores, a greve nacional de 48 horas, quarta e quinta-feira, busca reunir professores, técnicos administrativos e estudantes de instituições federais de ensino em defesa da educação, da ciência e da tecnologia pública no país.

    Conforme levantamento realizado pela reportagem do NSC Total nesta quarta, as duas universidades e os dois institutos federais catarinenses aderiram à greve. Houve paralisações de professores e servidores na UFSC e na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). No Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e no Instituto Federal Catarinense (IFC), os sindicatos dos servidores também aderiram ao protesto.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Educação

    Colunistas