nsc
dc

Luto

Ex-presidente da Chapecoense, Arthur Badalotti, morre aos 91 anos

Empresário esteve à frente do Verdão do Oeste durante a conquista do primeiro título do clube em 1977

14/07/2021 - 14h57

Compartilhe

Por Luana Amorim
Arthur também foi vereador de Chapecó durante seis anos
Arthur também foi vereador de Chapecó durante seis anos
(Foto: )

Morreu em Chapecó, aos 91 anos, o ex-presidente da Chapecoense e empresário Arthur Salvador Badalotti. Durante a gestão dele, o clube conquistou o primeiro título catarinense, em 1977. A causa da morte não foi divulgada.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Natural de Erechim, no Rio Grande do Sul, ele chegou em Chapecó aos 20 anos. Na cidade, ele fundou e dirgiu uma empresa de materiais de construção. Além disso, também foi vereador no município entre os anos de 1983 e 1988. 

Em 2018, o empresário chegou a receber a comenda Mérito Lojista da Câmara de Diriigentes Lojistas (CDL) de Chapecó pela sua liderança comunitária e vida presencial. 

> Presidente da Chapecoense, Paulo Magro morre vítima da Covid-19

Apaixonado pelo Verdão do Oeste, Arthur assumiu a presidência do clube em 1976 e, no ano seguinte, o time conquistou o primeiro título da sua história ao vencer o Avaí por 1 a 0 no final do Catarinense de 77. Nas redes sociais, o clube prestou uma homenagem ao ex-presidente e torcedor.

Outras entidades de Chapecó também prestaram suas homenagens ao empresário. "O falecimento de Arthur Badalotti deixa um grande vácuo em todos nós, mas a dor de sua ausência será atenuada pela lembrança das boas ações e dos edificantes exemplos que nos deixou", disse o presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, Nelson Eiji Akimoto, em nota nas redes sociais. 

O sepultamento de Arthur ocorrerá na tarde desta quarta-feira (14), às 17h, no Cemitério Municipal de Chapecó. 

Leia também: 

SC tem 151 cidades sem mortes por Covid em julho; veja quais são

Morte de bebê de um mês dentro de casa é investigada pela polícia em Chapecó

Bolsonaro pode passar por cirurgia para tirar parte do intestino

Colunistas