nsc
    santa

    Beirute

    Exército libanês detém cerca de 400 refugiados sírios

    29/11/2018 - 12h38

    Compartilhe

    AFP
    Por AFP

    O Exército libanês deteve cerca de 400 refugiados sírios, a maioria por possuir permissões de residência vencidas, durante uma inspeção em campos no leste do Líbano, indicou nesta quinta-feira (29) uma fonte militar à AFP.

    Quase oito anos depois do início da guerra na Síria, o Líbano acolhe em seu território quase 1,5 milhão de sírios que fugiram da violência, para uma população local de cerca de 4,5 milhões de habitantes.

    Na quarta-feira, o Exército deteve na região de Arsal, no vale de Bekaa, "33 pessoas sobre as quais pesava uma ordem de prisão, 56 pessoas sem documentos de identidade e outras 300 por documentos vencidos", indicou em um comunicado.

    Todas as pessoas detidas são de nacionalidade síria, detalhou a fonte militar à AFP. Àquelas sobre as quais pesava uma ordem de prisão haviam "cometido atos ilegais", indicou a mesma fonte.

    As pessoas que possuíam permissões de residência vencidas foram entregues às forças de segurança.

    Alguns detidos foram libertados nesta quinta, de acordo com o prefeito Bassel al Hojeirir, que lamentou a maneira "injusta" como aconteceu a batida na véspera.

    "Eles vêm para deter certas pessoas que procuram e acabam prendendo 400", denunciou. "Detêm muitos (refugiados) para determinar entre eles quais estão procurando", continuou.

    No passado, o Exército libanês já havia feito batidas nos campos de refugiados, em especial nos localizados no leste do país.

    No ano passado, prendeu dezenas de sírios na mesma região, quatro dos quais morreram na prisão, provocando uma grande polêmica no país.

    Muitos dos refugiados sírios no Líbano vivem em difíceis condições e dependem das organizações humanitárias para sobreviver.

    * AFP

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas