nsc

publicidade

Relacionamento

Falando de Sexo: Como vencer a vergonha do corpo?

Colunistas Lúcia Pesca e Andréa Alves tiram dúvidas de leitores  

23/05/2019 - 09h55

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
(Foto: )

* Eu não tenho um corpo muito bonito. Peço para o meu namorado para termos relações com a luz apagada, mas ele reclama muito disso. O que devo fazer?

A verdade é que sexo também tem muito a ver com enxergar o outro como ele é. Ver a expressão de desejo do par tem muito significado. O olhar pode incorporar uma malícia que você jamais viu — e está perdendo porque apagou a luz. Aquele bumbum que você já mostrou na praia ou embaixo do edredom pode ser diferente na hora do clímax. Os mesmos seios, a mesma boca, as mesmas pernas — tudo pode adquirir um sentido completamente novo quando a relação é encarada com prazer.

A transa pode surpreender o casal. Ver a expressão do parceiro prestes a gozar e mostrar para ele o seu estado de graça pode ser maravilhoso e único.

Foco na sensualidade

A relação sexual é visual, tanto para o homem quanto para a mulher. Quem sabe sentir prazer não se engana: pouco importa se o corpo é escultural ou não. O que excita é a atitude, o rebolado, o tesão.

Sexo bom tem de ser feito de luz acesa, sim! Sem vergonha de fazer cara e bocas, de mostrar as estrias ou celulites, sem maquiagem e com muito espelho, para que você sinta prazer e se veja sentindo também. Não se esqueça de que os olhos são zonas erógenas, ou seja, causam excitação.

Para perder a timidez, primeiro, tente transar na penumbra (à meia-luz). Depois, à meia-luz com espelho e, por fim, em plena luz do dia, para iluminaro seu prazer de uma vez por todas.

Deixe seu comentário:

publicidade