nsc
nsc

Fica a dica

Falando de Sexo: por que volta e meia eu falho na hora H?

Colunistas Lucia Pesca e Andréa Alves respondem dúvidas de leitores

04/05/2016 - 10h14

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

* Tenho 57 anos e estou em uma relação de seis meses com uma mulher de 58. Às vezes, falho, e ela chora. Mas, em outras, tenho uma relação normal, e ela me cobra muito isso. O que será que pode estar acontecendo? A gente se encontra nos finais de semana. Às vezes, não consigo gozar, mas gosto muito de sexo. Já me aconteceu outras vezes.

Confira o Espaço do Trabalhador no Facebook

Acompanhe as notícias da Grande Florianópolis

A solução está em desencanar, tirar da cabeça essa preocupação com o desempenho, a avaliação consigo mesmo. A melhor forma é identificar o que o deixa tenso e faz se cobrar a ponto de perder a ereção. Esse gostar, o querer muito a outra pessoa, faz com que tenha medo de frustrá-la ou decepcioná-la. E, aí, instala-se aquela ansiedade para ter um bom desempenho. A angústia acaba com uma boa performance na cama.

Observe e avalie que tipo de atitudes por parte de sua parceira podem deixá-lo nesse estado.É bom destacar que ela não tem esses comportamentos de propósito, mas, sim, porque também deve se sentir culpada pela parcela dela nesse problema. Peça-lhe que, individualmente, também faça a mesma avaliação sobre as atitudes dela e as suas que possam estar colaborando para esse entrave na relação sexual.

Mantenha o diálogo, sempre!

Conversem sem cobranças nem pressões sobre o que descobriram. Caso seja difícil esse diálogo, procurem um profissional.Terapeuta sexual ou sexólogo são especialistas nessa área. Conflitos de rápida solução, muitas vezes, podem ser resolvidos em poucas sessões de psicoterapia. Não deixem que essa dificuldade leve a outras e prejudique a relação de vocês. Tentem se ajudar.

Colunistas