nsc
nsc

Fica a dica

Falando de Sexo: sinal amarelo para o casal que quase já não transa mais

Colunistas Lucia Pesca e Andréa Alves respondem dúvidas de leitores

05/07/2016 - 10h01

Compartilhe

Por Redação NSC

*Meu marido não me procura, e eu estou cansada de ficar correndo atrás. Sou casada há nove nos. O horário dele mudou, e ele diz detestar por se sentir muito cansado. Mas me trata bem.

* Somos casados há 12 anos e temos uma filha de dois. Não transamos há um ano! Comecei a sair com uma pessoa, e ela exige que eu me separe.

(Foto: )

Confira o Espaço do Trabalhador no Facebook

Acompanhe as notícias da Grande Florianópolis

Perder aquele fogo acaba sendo normal na relação de mais tempo. O que não se mostra aceitável é enterrá-lo sem motivo aparente. Infelizmente, a falta de interesse no sexo nem sempre afeta de igual maneira as duas partes. É comum que um continue querendo ter relações, enquanto o outro, não, o que gera frustração, culpa, briga e raiva contida. Tudo isso, cedo ou tarde, acabará minando o relacionamento.

O sexo é a primeira coisa que se deixa para depois quando a lista de tarefas se torna grande. Muitos pensam que a vida é assim mesmo, e que, inevitavelmente, tudo chega ao fim. Porém, vocês podem continuar assim o resto de seus dias ou podem cruzar com alguém, fazendo com que redescubram a transa e pondo fim a uma relação que se tornou muito mais de companheiros do que de cama mesmo.

Vital

É o que está acontecendo com você, caro amigo. E que pode ocorrer com a querida leitora, porque o sexo se revela um pilar importante, independentemente de idade, raça ou classe social. Manter a vida sexual ativa faz bem ao corpo, alivia tensões e mantém a autoestima.

Falar sobre isso é difícil, e algumas pessoas não reconhecem que necessitam do sexo quando têm um parceiro. Porém, deve-se tentar sempre. Pensem bem.

Colunistas