nsc

publicidade

Economia

Faturamento do agronegócio cresce 7,7% em SC 

Entre janeiro e abril, o embarque de carnes, produtos de origem vegetal e florestal, rendeu 1,75 bilhão de dólares ao Estado

21/05/2019 - 10h55

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Agronegócio responde por 63,7% das exportações de SC em 2019
Agronegócio responde por 63,7% das exportações de SC em 2019
(Foto: )

Entre janeiro e abril deste ano, o faturamento do agronegócio de Santa Catarina cresceu 7,7% se comparado com o mesmo período do ano passado. Atualmente, conforme dados divulgados pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o setor responde por 63,7% das exportações catarinense em 2019. Na soma, o embarque de carnes, produtos de origem vegetal e florestal, rendeu ao Estado 1,75 bilhão de dólares nos quatro primeiros meses do ano.

Em um ano preço do frango aumenta 38% no atacado em Santa Catarina

Ainda conforme levantamento da secretaria, as exportações de carnes e produtos de origem animal são o grande destaque de SC. Até agora, um terço do faturamento estadual com exportações foi gerado pela venda desses produtos, principalmente carne de frango. Ao todo, os embarques dos itens de origem animal geraram receitas de 914,5 milhões de dólares, alta de 13,8% em relação ao mesmo período de 2018.

— Hoje, os produtos catarinenses são capazes de competir em países extremamente exigentes como Estados Unidos e Japão, isso demonstra a qualidade dos alimentos produzidos no Estado e a competência dos nossos produtores rurais e agroindústrias. É como um selo de confiança internacional — avalia o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

Produtos florestais foi única área com resultados negativos

Já grãos, frutas e tabaco respondem por 13,4% das exportações até abril. O setor faturou cerca de 367 milhões de dólares, crescimento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Conforme análise do governo, o bom desempenho é justificado, principalmente, pelas exportações de soja, que já superam 210 milhões de dólares — alta de 17,6% em 2019.

Única área com resultados negativos, a produção de madeira, móveis de madeira, papel e celulose gerou receitas que totalizam 465,4 milhões de dólares entre janeiro e abril deste ano. O setor representa 16,9% do faturamento catarinense com vendas internacionais, no entanto, o desempenho neste ano teve queda de 0,2%.

Deixe seu comentário:

publicidade