nsc
nsc

Oportunidades

Feirão do Emprego para pessoas com deficiência tem grande procura na manhã desta terça-feira

Novo Espaço Inclusivo foi inaugurado no Mercado Público de Florianópolis

18/04/2017 - 08h31

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

O seu José Beneditto da Silva, de 69 anos, já é aposentado, mas como mostrou informando com os dedos e parafraseando o professor Raimundo — personagem de Chico Anysio — o salário, ó, é aquela dureza. Ele precisa de mais um emprego para pagar contas e se manter. Beneditto ainda tem problemas com baixa audição e usa aparelho para escutar melhor as pessoas.

Na manhã desta terça-feira aproveitou uma boa oportunidade para cadastrar seu currículo em várias empresas de uma vez só. Viu de manhã cedinho no Bom Dia Santa Catarina que a partir das 10h, começaria o Mutirão de Empregos para Pessoas com Deficiência (PCD). E lá foi ele, pontualmente, com uma pastinha com seus documentos, carteira de trabalho e currículo.

— Procuro uma oportunidade como vigilante, porteiro, área que trabalhei por mais de oito anos — contou o aposentado.

Em minutos, após conversar com empresas de RH, ele já estava preenchendo o cadastro para uma das vagas, confiante — e com aquele sorriso no rosto — que daria certo.

O Mutirão do Emprego para PCDs começou logo cedo, em frente ao novo Espaço Inclusivo, que foi inaugurado no Mercado Público de Florianópolis. Até às 16h desta terça, oito empresas estarão no local e disponibilizam no total 185 vagas (de segunda para terça, sete novas oportunidades de emprego surgiram).

Confira todas as notícias e vagas no Espaço do Trabalhador

Entre elas estão as recrutadoras e empresas privadas, além de entidades como o Sistema Fiesc. A psicóloga e analista de recrutamento e solução da Fiesc, Raquel Contessi, que está no local, explicou que o grande objetivo das empresas é respeitar a lei que obriga a contratação de um quadro de até 5% dos funcionários com algum tipo de deficiência, mas com foco total na inclusão. E claro, no currículo. Quanto mais experiência, mais chances de conquistar o trampo.

— As vagas que oferecemos não tem especificação de tipo de deficiência, nem idade. O objetivo é trazer as pessoas com deficiência para dentro das empresas — explicou.

(Foto: )

A coordenadora de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência de Florianópolis, Liana Cristina Hones, diz que a expectativa é que as 185 pessoas — o número de vagas oferecidas — saiam com emprego garantido após o mutirão.

Emprego e acessibilidade

O jovem Matheus Henrique da Silva, de 21 anos, é morador de São José e veio especialmente para Capital para participar do mutirão. Ele é cadeirante e procura uma oportunidade que lhe garanta não somente um emprego, mas condições de ir trabalhar. Ele está há um ano e meio desempregado.

— Para chegar ao local em que eu trabalhava antes, em São José, não tinha disponibilidade de horários com ônibus acessível. Simplesmente não tinha como ir trabalhar e tive que deixar o emprego. Queria que desse muito certo um local que eu pudesse chegar tranquilamente, com ônibus com elevador em vários horários — planeja o jovem.

(Foto: )

A situação também é lembrada pelo o presidente da Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef), José Roberto Leal, que espera que o novo Espaço Inclusivo traga também mais sensibilidade ao poder público no ajuste da questão dos transportes das pessoas com deficiência e ainda para as empresas, que busquem cada vez mais garantir acessibilidade em seu espaço físico.

— Hoje temos empresas que, para cumprir a lei, contratam e pagam um deficiente físico para trabalhar de casa. Não é isso que queremos. Queremos trabalhar no local, como todo mundo, que garanta a inclusão — observou.

Espaço Inclusivo

Ainda pela manhã, ocorreu a inauguração do Espaço Inclusivo, inédito em Santa Catarina. O espaço funcionará de forma permanente no Box 77 do Mercado, que fica ao lado do Calçadão Conselheiro Mafra, no Centro. O espaço será uma espécie de Sine para PCDs, explicou o secretário de Defesa do Consumidor, Trabalho e Renda, Tiago Silva.

No local, haverá ainda uma série de serviços como apoio para fazer currículos, quais empresas procurar, e possibilidade de se candidatar para vagas. O local terá cinco funcionários e garantirá acessibilidade para pessoas cadeirantes e também para surdos e mudos, pois haverá intérprete de Libras, afirmou o secretário.

No evento desta manhã, inclusive, intérpretes auxiliavam pessoas com deficiência na entrevista e cadastro de vagas.

Serviço:

O que: Mutirão do Emprego para pessoas com deficiência

Quando: 18 de abril, hoje

Horário: Até 16 horas

Onde: Rua Conselheiro Mafra - Mercado Público Municipal – Box 77 - Ala Norte.

Confira algumas das vagas que estarão disponíveis nesta terça do Mutirão:

*Para saber as especificações das vagas, é só comparecer no Mercado Público

- Atendentes de Lanchonete;

- Auxiliar de Atendimento ao Cliente;

- Montador

- Operadores de Produção;

- Ajudantes de Armazém;

- Operador de Máquinas.

- Serviços Gerais;

- Cozinheiro;

- Zeladores;

- Recepcionista;

- Vigilantes.

- Assistentes Administrativos.

- Cobradores de Ônibus.

- Analista Contábil;

- Analista de Informações Gerenciais;

- Telemarketing.

Leia todas as notícias sobre a Grande Florianópolis

Colunistas