nsc
    Ouça ao vivo

    publicidade

    Série B

    Fellipe Mateus projeta jogo entre Figueirense e Criciúma: "Será definido em muitos detalhes"

    Partida do próximo sábado (26) será de confronto direto na permanência na segundona

    21/10/2019 - 16h59 - Atualizada em: 21/10/2019 - 18h19

    Compartilhe

    Por Ronaldo Fontana
    Meio-campo do Figueirense acredita na permanência na Série B
    Meio-campo do Figueirense acredita na permanência na Série B
    (Foto: )

    Após a vitória por 1 a 0 diante do Paraná, o Figueirense já se prepara para o próximo confronto na Série B. Com a missão de sair da zona de rebaixamento, o Alvinegro recebe o Criciúma, no Orlando Scarpelli, no sábado (26). A partida é considerada decisiva e pode ajudar a somar pontos nas projeções para evitar o rebaixamento para a terceira divisão.

    — Um jogo que será definido em muitos detalhes. Sabemos das dificuldades que eles passam, nós também passamos, mas conseguimos dar a volta por cima passo a passo. Ainda precisamos fazer muita coisa para reverter essa situação. É manter o foco e continuar trabalhando. A torcida será fundamental, ela está conosco nessa luta, será muito importante. Essa união colhe bons frutos. Então estamos focados para nos doar ao máximo para sair vitoriosos — comenta o meio-campo do Figueirense, Fellipe Mateus.

    Com 24 jogos e dois gols marcados, Fellipe Mateus é peça importante na meia-cancha do Furacão, mas o jogador acredita que o individual não é o seu foco e que vem se destacando no trabalho em equipe.

    — Existem jogadores que fazem diferença individualmente. No meu caso não é o individual o fundamental. Tem jogadores que são craques e que fazem falta. Eu sou só mais uma peça. Tive a lesão, dei a volta por cima, retornei e pude ajudar nessa retomada. Acho que sou fundamental como o grupo. Juntos vamos sair dessa situação.

    Na primeira partida com o comando técnico de Pintado, o Figueirense saiu com os três pontos. Em sua apresentação, o treinador disse que não chegaria para ocupar a vaga de Márcio Coelho (Gugu), mas que vinha para "encontrar algo a mais".

    — O Pintado foi bem coerente. Foi uma união que casou. O Márcio vinha fazendo um trabalho excelente. Fundamental nessa retomada. O professor chegou e somou com a experiência. Então vai nos ajudar bastante — acrescenta Fellipe Mateus.

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade