nsc
an

Dança

Festival de Dança de Joinville dará desconto para quem vai de bike

Ingressos para o Festival de Dança de Joinville começam a ser vendidos neste sábado

30/04/2016 - 09h01

Compartilhe

Por Redação NSC
O Balé do Teatro Guaíra apresenta o espetáculo 'Cinderella' na Noite de Gala
O Balé do Teatro Guaíra apresenta o espetáculo 'Cinderella' na Noite de Gala
(Foto: )

Os ingressos para o 34º Festival de Dança de Joinville começam a ser vendidos neste sábado para o público em geral. Nos dias 30 de abril e 1º de maio, a venda contará com bilheteria física no Centreventos Cau Hansen, das 13 às 19 horas, e com a liberação da venda na internet.

Entre 2 de maio e 15 de julho, a venda será somente pela internet e na sede do Festival de Dança (das 10 às 17 horas). As noites especiais têm ingressos com valores entre R$ 100 (plateia 1) e R$ 30 (arquibancada 2).

Neste sábado, o Instituto Festival de Dança informou que dará mais um desconto nos ingressos: quem utilizar a bicicleta para ir ao evento ganha 20% de desconto. A entrada pode ser comprada antecipadamente, com o desconto, e, no dia da apresentação, a bike deverá ser colocada no bicicletário montado especialmente para o Festival de Joinville no estacionamento do Centreventos Cau Hansen. Lá, será entregue um ticket para apresentação junto com a entrada.

Se, no dia do evento, o comprador não conseguir ir de bicicleta, terá que pagar a diferença na bilheteria do Centreventos. Participantes, estudantes, professores da rede pública de ensino e idosos (60 anos ou mais) têm direito a comprar ingressos com 50% de desconto para qualquer setor, para todas as apresentações. Portadores de Deficiência também pagam meia-entrada e, se for necessário, podem utilizar o desconto para um acompanhante.

Atrações:

Neste ano, a São Paulo Companhia de Dança, que esteve no Festival de Joinville pela última vez em 2009, vem sob a direção de Inês Bogéa com três coreografias. Duas delas já faziam parte do repertório (Petite Mort e Gnawa), enquanto Suíte para Dois Pianos irá estrear um mês antes da apresentação em Joinville. Ela é a atração da Noite de Abertura, em 20 de julho.

Já o Balé do Teatro Guaíra, de Curitiba, traz um espetáculo de balé com versão contemporânea: a montagem de Cinderela, o clássico dos irmãos Grimm, em uma adaptação da história para os anos 1950. O espetáculo ocorre na Noite de Gala, em 25 de julho.

Noites especiais - São Paulo Companhia de Dança

Petite Mort

A coreografia é do checo Jirí Kylián, criada em 1991 sobre dois concertos de Mozart para o piano. A obra tem remontagem de Patrick Delcroix e tem seis homens e seis mulheres em cena. O tema principal é o prazer e a duração desse momento.

Gnawa

Gnawa é uma peça de 2005, criada pelo espanhol Nacho Duato, que utiliza os quatro elementos fundamentais (água, terra, fogo e ar) para tratar da relação do ser humano com o universo. A obra apresenta o reiterado interesse de Nacho Duato pela gravidade e pelo uso do solo na constituição de sua dança. Ela faz parte do repertório da SPCD desde 2009.

Suíte para Dois Pianos

A obra do alemão Uwe Scholz entra agora no repertório da companhia. Scholz criou movimentos inspirados nas reflexões do artista plástico Wassily Kandinsky e na música do russo Sergei Rachmaninoff e, enquanto a coreografia acontece, quatro obras de Kandinsky são projetadas ao fundo da cena.

Noite de Gala - Balé Teatro Guaíra

Cinderela

Transportado para as décadas de 1950/60, o clássico infantil passa a contar com as saias rodadas, as lambretas e a televisão dominando o cenário. Por isso, em vez de um castelo, a história de amor é ambientada em uma mansão e um carro conversível substitui a carruagem de abóbora. No lugar do príncipe, é um playboy milionário quem procura a moça por quem se apaixonou durante o baile. A coreografia é do espanhol Gustavo Ramirez Sansano e os figurinos de Gelson Amaral.

Colunistas