publicidade

O Musical dos Musicais 

Festival de Dança de Joinville tem abertura com "mini Broadway" no palco 

Noite especial que marca o início oficial do evento teve espetáculo de teatro musical assistido por mais de 4 mil pessoas 

17/07/2019 - 22h22 - Atualizada em: 17/07/2019 - 22h28

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
Espetáculo foi realizado na noite desta quarta-feira no Centreventos
Espetáculo foi realizado na noite desta quarta-feira no Centreventos
(Foto: )

As gerações que passaram pelo Festival de Dança de Joinville em 37 edições foram homenageadas na cerimônia de abertura que ocorreu na noite desta quarta-feira (17) no Centreventos Cau Hansen. Ela marcou o início do evento, considerado o mais importante na América Latina e o maior do mundo em número de participantes, dado que é superado a cada ano e que chegou à marca de 9.100 inscritos em 2019.

Foi com as lembranças da primeira edição, que ocorreu em 1983 ao mesmo tempo em que Santa Catarina vivia uma das piores enchentes de sua história recente e mesmo assim mais de 600 pessoas do país se reuniram em Joinville para um evento inédito, que o presidente do Instituto Festival de Dança, Ely Diniz, abriu seu discurso.

Ele destacou a importância das pessoas que amam a arte e, por isso, fazem de tudo para estar em Joinville no mês de julho, e as trajetórias que estes estudantes de dança tem a partir do momento que escolhem dedicar-se à profissão.

Recordou a história de mulheres que vieram na adolescência, nos anos 1980 e retornam para dançar três décadas depois; e de meninas que dedicam-se durante o ano não só para ensaiar suas coreografias mas para arrecadar recursos que garantam o pagamento das despesas da viagem.

Este ciclo faz parte também da trajetória da responsável pelo espetáculo que emocionou e levantou a plateia na Noite de Abertura. Com “O Musical dos Musicais”, a coreógrafa Fernanda Chamma – que tem o Festival de Joinville como o primeiro festival de dança que ela participou na vida, há 33 anos – conseguiu criar uma linha narrativa que permitisse que histórias tão diferentes quanto “Alô, Dolly” e “Bohemian Rhapsody” fizessem parte do mesmo show.

O prefeito de Joinville, Udo Döhler; e o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, também discursaram. No encerramento, a coreógrafa e os coordenadores da equipe técnica receberam flores da curadoria artística do evento, Ana Botafogo, Caio Nunes e Rui Moreira.

Trecho do espetáculo "O Musical dos Musicais"
Trecho do espetáculo "O Musical dos Musicais"
(Foto: )

Mais de 4 mil pessoas acompanharam o espetáculo

Com um elenco formado por 28 atores que tem no currículo as grandes produções que Fernanda Chamma coreografa no eixo Rio-São Paulo, o palco de Joinville se transformou em uma mini Broadway. Trechos de clássicos do teatro musical foram apresentados com momentos de peças populares.

O público, formado por mais de 4 mil pessoas do país inteiro, entre estudantes de dança, bailarinos, coreógrafos, turistas e joinvilenses, foi à loucura com a exibição dos múltiplos talentos dos artistas, que cantaram, dançaram e interpretaram durante o espetáculo.

Para Fernanda Chamma, a experiência é importante não só para quem pretende seguir carreira na arte, mas para toda a sociedade.

— O musical acrescenta na carreira de qualquer profissão porque você se expressa por meio da palavra e do movimento. Ele permite maior liberdade de expressão. Então, fizemos arte e trouxemos o novo para o Festival — avalia Fernanda.

​Confira a cobertura completa do Festival de Dança de Joinville de 2019​​

Ainda não é assinante? Faça sua assinatura do NSC Total para ter acesso ilimitado do portal, ler as edições digitais dos jornais e aproveitar os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade