nsc
an

Acidente

Fiança paga por motorista pode ir para família de mulher atropelada em Joinville

Juiz explica que, em caso de condenação do motorista, dinheiro pode ser destinado à Jussara

14/08/2018 - 12h16

Compartilhe

Por Redação NSC
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
Imagens mostram a mulher abrindo o porta-malas e o carro se aproximando
(Foto: )

O motorista que dirigia supostamente embriagado quando atropelou Jussara na rua Bento Torquato da Rocha pagou fiança de R$ 19 mil e foi solto pela Justiça. Segundo a Polícia Civil, o homem se recusou a fazer o teste do bafômetro após o acidente, mas o exame clínico apontou alteração durante a verificação da capacidade psicomotora.

Mulher é atropelada por motorista que estaria embriagado em Joinville

Segundo o juiz Décio Menna Barreto de Araújo Filho, do Juizado Especial Criminal e Delitos de Trânsito, a fiança foi estabelecida por um juiz de plantão durante o fim de semana, mas ele mesmo manteve essa alternativa ao motorista. Ele afirmou que também foi bloqueado o carro envolvido no acidente para que não possa mais circular, outros dois carros velhos do motorista, além do recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação.

— (A fiança e o bloqueio dos veículos) são justamente para garantir um valor mínimo para a família em caso de se comprovar que ele é culpado e for condenado — explica.

Marido conta detalhes do acidente em que mulher foi atropelada em Joinville

Após três dias depois do acidente, o marido de Jussara, Douglas diz que agora já está mais consciente e espera apenas suporte do motorista que atingiu a esposa. Segundo ele, o que aconteceu está feito e não tem mais como voltar atrás no tempo.

— Nenhum dinheiro que ele me dê agora vai comprar de volta a perna dela ou a nossa rotina — declara.

Marido mostra imagem da esposa, que está internada no hospital
Marido mostra imagem da esposa, que está internada no hospital
(Foto: )

Colunistas