nsc

publicidade

Fiéis lotam igreja no bairro Itoupava Norte, em Blumenau, para homenagear Nossa Senhora Aparecida

Com histórias de superação, devotos foram à missa para agradecer bênçãos

12/10/2014 - 12h31 - Atualizada em: 12/10/2014 - 14h17

Compartilhe

Por Redação NSC
Padre João e Dom José Negri, do alto, abençoaram os fiéis
Padre João e Dom José Negri, do alto, abençoaram os fiéis
(Foto: )

O sol forte e o calor não impediram que fiéis de Blumenau e região lotassem a Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida neste domingo. Eles participam da festa e missa em homenagem à padroeira do Brasil, que tem este 12 de outubro dedicado a ela.

Um dos momentos mais esperados da celebração foi o sobrevoo de helicóptero às 12h30min. Do alto, no bairro Itoupava Norte, o Padre João Bachmann jogou aos fiéis, que lotavam o pátio da igreja e a Rua Paris, mantos de Nossa Senhora, camisas e rosários benzidos ao público. No helicóptero ainda estava Dom José Negri, bispo de Blumenau, que segurava e exibia a imagem de Nossa Senhora. Sob aplausos, Pe. João jogou pétalas de rosas abençoadas lançadas sobre os fiéis.

Veja mais fotos da homenagem à padroeira do Brasil no Blog do Jaime

Entre eles estavam Rosana dos Santos, 48 anos. Empunhando bandeira e vestindo uma camisa com imagens da Santa, Rosana contou que não falta à missa que marca o auge das homenagens à Nossa Senhora Aparecida. Ela se diz abençoada. Depois de cinco cirurgias e de ter ouvido dos médicos que resistiria à érnia no abdômen, ela sonhou com a Santa dizendo que Rosana deveria se dedicar ao trabalho de incentivar as famílias a orar. Assim Rosana fez e hoje diz que está curada.

- Foram muitas graças que alcancei. Devo minha vida a Nossa Senhora Aparecida. Então fico muito emocionada com essa homenagem a ela - contou Rosane, que pegou vários rosários abençoados e irá distribuir aos grupos de oração que participa.

Ajoelhados e enfileirados num dos bancos da igreja, Nelzete Trainotti Eising ensinava, por meio do exemplo, aos sobrinhos Graziela e João Pedro a importância da fé. Devota da homenageada do dia e de Santo Expedito, Nelzete acredita que a fé precisa ser cultivada desde a infância.

- Esse é um momento de agradecer e homenagear. E as crianças tem que participar desde cedo. Mesmo que não entendam muito bem, é na infância que a fé é plantada - acredita Nelzete, que desta vez conseguiu pegar um dos mantos jogados pelo Padre João Bachmann.

As comemorações na paróquia começaram na manhã de sábado. Na manhã deste domingo a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi levada da Catedral São Paulo Apóstolo em carreata até a Praça do Biergarten. Lá seguiu em carreata pelo rio Itajaí-Açu até um porto de areia no bairro Itoupava Norte, onde foi levada à paróquia.

Deixe seu comentário:

publicidade